Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Laboratório de maconha é desmanchado em BH e homem é preso

Cerca de 300 vasos da planta foram apreendidos dentro da casa do suspeito

O homem foi preso suspeito pelo cultivo da droga

O homem foi preso suspeito pelo cultivo da droga

Denarc

Agentes do Departamento Estadual de Investigações sobre Entorpecentes (Dernarc) desmantelaram um laboratório de maconha dentro de uma cara no bairro Anchieta, na região Centro-Sul de Belo Horizonte, nesta sexta-feira (1º). Um homem, de idade não revelada, foi preso suspeito pelo cultivo.

De acordo com o dr. Rodolfo Tadeu Machado, populares perceberam uma movimentação do homem com vários pés de maconha e informaram os policiais. Os agentes foram empenhados para o local e conversaram com o homem, que relatou que tinha autorização para plantio e cultivo para fins medicinais.

Durante a abordagem, ele teria apresentado uma decisão judicial, alegando que estava acobertado pelo documento. Porém, a decisão era destinada para pacientes de Unaí, e, segundo o militar, isso evidenciou que seu cultivo era voltado para tráfico.

Antecedentes e apreensão

“Não sabemos se foi uma tentativa de nos enganar ou se alguém vendeu essa história para ele, como se ele estivesse coberto [pela decisão judicial]. É um indivíduo que já tem passagens por este tipo de conduta, foi preso em 2018 e as informações de momento é que ele é um produtor de especiarias”, relata o policial.

Ao todo, foram apreendidos cerca de 300 vasos, incluindo seis plantas geneticamente modificadas, skunk e haxixe.

“Traficantes infelizmente tem usado esse tipo de subterfúgio para tentar acobertar a prática de tráfico de drogas, principalmente esse tipo de drogas mais ‘gourmertizada’”, conclui.

Casa modificada

Ainda conforme os militares, o homem mora em uma casa que pertence ao seu pai. O segundo andar do imóvel está em reforma enquanto o primeiro foi completamente adaptado para a produção das plantas.

Cursou jornalismo no Unileste - Centro Universitário Católica do Leste de Minas Gerais. Em 2009, começou a estagiar na Rádio Itatiaia do Vale do Aço, fazendo a cobertura de cidades. Em 2012 se mudou para a Itatiaia Belo Horizonte. Na rádio de Minas, faz parte do time de cobertura policial - sua grande paixão - e integra a equipe do programa ‘Observatório Feminino’.
Formado em Jornalismo pelo UniBH, em 2022, foi repórter de cidades na Itatiaia e atualmente é editor dos canais de YouTube da empresa.
Leia mais