Ouça a rádio

Compartilhe

Zema cumpre maratona e participa de três convenções neste sábado (30)

O governador, candidato à reeleição, participa das convenções do Solidariedade, do MDB e do PP

Governador Romeu Zema (Novo)

O governador Romeu Zema (Novo) faz uma maratona nas convenções de partidos aliados neste sábado (30) em Minas. Às 8h30, ele esteve na convenção do Solidariedade, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais. O partido anunciou apoio ao governador na última segunda-feira( 25), depois de uma reunião entre o presidente do Solidariedade em Minas Gerais, deputado federal Zé Silva, o presidente nacional da legenda, Paulinho da Força e o governador Romeu Zema (Novo).

Solidariedade

O diretório nacional do Solidariedade declarou apoio à candidatura do ex-presidente Lula, candidato à Presidência da República, mas o diretório mineiro foi liberado para apoiar Zema. No Estado, a sigla não terá candidatura majoritária própria e aos cargos de deputado federal e estadual.

MDB

Na sequência, por volta das 9h30, também na Assembleia Legislativa, Zema seguiu para convenção do MDB, que contou com a presença da senadora Simone Tebet. No evento, ao discursar, Tebet cometeu uma gafe e chamou Zema de “Zuma”. O MDB mineiro declarou apoio ao governador do Novo, mas Zema tem seu pré-candidato à presidência, que é Luiz Felipe D’ávila. Para garantir um palanque regional para Tebet em Minas, o MDB trabalha com a possibilidade de uma aliança nacional com o Novo ou pode lançar um candidato ao senado. Arcanjo Pimenta, já teve seu nome lançado pelas bases do MDB Afro, mas a cúpula do partido ainda não bateu o martelo e cogita também o nome do ex-deputado Paulo Piau.

Progressistas

A terceira convenção que Zema participa neste sábado é a do PP, presidido pelo deputado federal Marcelo Aro, que deve ter o nome confirmado como candidato a senador na chapa do governador. Ele chegou por volta das 11h, na Câmara de Vereadores de Belo Horizonte. O nome do vice de Zema ainda não foi definido, as duas possibilidades são Mateus Simões (Novo) e Eduardo Costa (Cidadania). A aliança com o Cidadania depende da liberação do PSDB, partido com o qual a legenda está federada. Os tucanos têm um pré-candidato próprio, o ex-deputado, Marcus Pestana.

Alianças

Entre as agendas, o governador falou com a imprensa e respondeu sobre as alianças políticas, que foram autorizadas pelo partido Novo neste ano. “Fico muito satisfeito, isso significa que o partido Novo, que é um dos mais recentes do Brasil, gradativamente, tem aprendido a fazer política se aproximar dos demais partidos. E lembrando que nós temos pessoas boas em todos os partidos e o que nós queremos levar essa bandeira política ética política transparente para melhorarmos Minas Gerais”, afirmou Zema.

Questionado sobre se será palanque para Tebet, D´Ávila ou Jair Bolsonaro (PL) em Minas, Zema respondeu o seguinte: “No Brasil, nós temos essa proliferação de partidos e, muitas vezes, uma coligação estadual não segue uma coligação federal. Então, nós temos situações inusitadas de um partido que aqui me apoia e em outro estado apoia o candidato que tem uma pauta totalmente diferente. Na minha opinião, isso acaba, de certa maneira, prejudicando é o eleitor que fica sem saber qual que é efetivamente a proposta do partido mas infelizmente está estruturado dessa maneira hoje.

Em entrevista coletiva, o governador elogiou Marcelo Aro, um de seus principais aliados políticos. "Jovem, já tem uma boa bagagem, e já provou dentro do nosso próprio governo, trabalhando muito próximo de nós, que tem uma capacidade muito grande", afirmou.

A expectativa da base de Zema é ter apoio de, pelo menos, 10 partidos, dentre eles PP, Agir, Podemos, Progressistas, Patriota e MDB. Aliados do governador acreditam que, na propaganda eleitoral, possam somar mais tempo de rádio e TV que o ex-prefeito Alexandre Kalil (PSD), principal adversário de Zema.

Leia Mais

Bruno Tabata

Revelado pelo Galo, meia está perto do Palmeiras e pode enfrentar o Atlético na Libertadores

LIGA

O egoísmo está atrasando a evolução do futebol brasileiro

Zema

Depois de sinalização de nome de Simões para vice de Zema, parlamentares do PP se reúnem em Brasília

Eleições 2022

Ex-presidente Lula voltará ao Estado de Minas para oficializar a aliança com Alexandre Kalil

Serra do Curral

Tamisa, empresa autorizada a minerar na Serra do Curral, não tem registro no CREA