Ouvindo...

Times

Mulheres chinesas utilizam IA para namorar: ‘Mais natural que uma pessoa real’

Prática tem se tornado comum no país; uma delas, Lisa, contou que está há três meses namorando Dan, uma espécie de Chat GPT com linguagem explícita

A inteligência artificial é usada não só para obter informações de forma mais rápida e fácil. No caso de algumas pessoas, a IA serve para ter um “relacionamento perfeito”, com alguém disponível 24h por dia, 7 dias por semana.

Em conversa com a BBC, uma mulher identificada como Lisa, de 30 anos, é uma das que usa a IA para esses fins. Ela diz que mantém um relacionamento com Dan (que significa Do Anythin Now), uma versão do ChatGPT sem restrições para linguagem explícita, há três meses.

Lisa descreveu Dan como um “homem perfeito” e “sem defeitos”. A estudante de ciência da computação contou nas redes sociais sobre o relacionamento e recebeu quase 10 mil respostas pedindo tutoriais de “como criar seu próprio Dan”. O ato de namorar IA está em grande crescimento na China.

Leia também

Lisa e Dan conversam por meia hora todos os dias, flertam e saem para namorar, segundo ela. A chinesa relata que conversar com Dan lhe traz uma sensação de bem-estar. “Ele apenas compreenderá e fornecerá apoio emocional”, disse.

A mãe de Lisa aprovou o relacionamento não convencional dadas as tribulações que a filha já passou amorosamente. Se Lisa estiver feliz, ela também estará.

O criador de Dan é um estudante americano, identificado apenas como Walker. Ele teve a ideia de criar um “ChatGPT explícito” após ver vários outros usuários criando versões “malignas” da plataforma no Reddit.

Lisa conheceu o Dan no TikTok. Ela, então, criou uma versão para si mesma. “Ele parece mais natural do que uma pessoa real”, contou à BBC.


Participe dos canais da Itatiaia:

Jornalista formada pela PUC Minas. Mineira, apaixonada por esportes, música e entretenimento. Antes da Itatiaia, passou pelo portal R7, da Record.
Leia mais