Ouvindo...

Times

Mulher usa remédio de diabetes para emagrecer, desmaia e é socorrida pela filha de 8 anos

Empresária inglesa foi hospitalizada com suspeita de pancreatite aguda depois de recorrer a medicamento indicado por especialista em beleza

A empresária inglesa Kerry Boland, de 34 anos, decidiu recorrer, sem recomendação médica, a um medicamento injetável que vem sendo utilizado para emagrecimento. No entanto, após a aplicação, teve que ser hospitalizada com suspeita de pancreatite aguda. Ela foi socorrida pela própria filha de 8 anos ao desmaiar em casa.

Da família da semaglutida e da liraglutida, os medicamentos comprados custaram cerca de R$ 973 e foram recomendados por uma especialista em beleza.

Leia também

“Eu não estava feliz com meu corpo e queria uma solução rápida. Trabalho muito e sou uma mãe ocupada, não queria ir à academia. Vi outras pessoas obtendo bons resultados e pensei: ‘Bem, se funciona para elas, por que não para mim?’”, contou a empresária ao portal Daily Mail.

Desde a primeira aplicação, Kerry se sentiu mal. Porém, a empresária contou que estava focada em fazer um ensaio fotográfico para seu empreendimento e queria ficar bem nas fotos.

Nos dias seguintes, a mulher ficou acamada, com cólicas estomacais fortes e não conseguia comer, o que a deixou muito fraca. Dois dias após injetar o medicamento, Kerry desmaiou no banheiro.

Nesse momento, ela foi socorrida por sua filha, de 8 anos, que logo pediu ajuda ao padrasto para socorrer a mãe. “Fiquei desacordada por alguns minutos e me lembro da minha filha me chamando aflita e dizendo: ‘Mãe, você está bem?’ Acho que não fiquei desmaiada por muito tempo, estava muito fraca. Ela gritou pelo meu companheiro e ele me levou ao hospital. Fiquei no soro por 15 horas”, conta a empresária.

Apesar de já estar melhor, agora, Boland teme que possa sofrer danos permanentes, compartilha sua experiência e alerta outras pessoas para a utilização de produtos para emagrecimento rápido.

*Com supervisão de Enzo Menezes


Participe dos canais da Itatiaia:

Pablo Paixão é estudante de jornalismo na UFMG e estagiário de jornalismo da Itatiaia
Leia mais