Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Praça dos Três Poderes e prédios são cercados em primeira manifestação bolsonarista depois do 8/1

Manifestantes reivindicam rejeição à indicação do ministro Flávio Dino ao Supremo Tribunal Federal e votação aberta no Senado Federal

A Praça dos Três Poderes, o Palácio do Planalto e os prédios do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Congresso Nacional amanheceram cercados por gradis por agentes da Força Nacional e da Polícia Militar do Distrito Federal neste domingo (10). Nesta manhã, apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) se reuniram para se manifestar com uma série de pautas.

Nesta, que foi a primeira manifestação bolsonarista desde os ataques do 8 de Janeiro, não estiveram presentes lideranças de oposição, que foram à Argentina para a posse do eleito Javier Milei — como o próprio Bolsonaro, os filhos Flávio e Eduardo, o senador Jorge Seif (PL-SC) e os governadores Claudio Castro (PL-RJ) e Tarcísio de Freitas (Republicanos-SP).

O protesto começou pouco depois de 10h, e às 12h os manifestantes começavam a se dispersar lentamente. Os deputados federais André Fernandes (PL-CE) e Nikolas Ferreira (PL-MG) eram os mais aguardados pelo público; também estiveram presentes outros parlamentares, como o deputado Abílio Brunini (PL-MT).

Embora a principal pauta fosse contra a indicação do ministro da Justiça Flávio Dino ao Supremo Tribunal Federal, que deverá ser avaliada pelo plenário do Senado na quarta-feira (13), o público também se manifestava contra a morte de Cleriston Pereira da Cunha. Ele era um dos presos do 8 de Janeiro e morreu no Complexo Penitenciário da Papuda, no Distrito Federal, em 20 de novembro, após sofrer um mal súbito.

O grupo também protestava pelo voto aberto nas deliberações do Senado Federal — especialmente porque a votação da indicação de Dino é secreta — e pedia o impeachment do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a saída do ministro Alexandre de Moraes do Supremo Tribunal Federal.

Repórter de política em Brasília. Na Itatiaia desde 2021, foi chefe de reportagem do portal e produziu série especial sobre alimentação escolar financiada pela Jeduca. Antes, repórter de Cidades em O Tempo. Formada em jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais.
Leia mais