Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Secretaria de Educação do Estado de MG desenvolve medidas preventivas contra o bullying no ambiente escolar

Práticas de ameaça atrapalham o desenvolvimento emocional e educacional de jovens brasileiros

O fenômeno do bullying, que se refere a comportamentos agressivos e repetidos, tem suas raízes profundas na história da interação humana. A palavra “bullying” encontra suas origens no inglês antigo, significando “ameaça” ou “intimidação”, e suas práticas têm sido observadas ao longo dos séculos em diversas culturas.

Mas o reconhecimento generalizado do bullying como um problema social sério é um desenvolvimento mais recente, ganhando destaque principalmente nas últimas décadas. A ascensão do bullying contemporâneo pode ser atribuída a uma variedade de fatores, incluindo mudanças na dinâmica social e cultural, avanços tecnológicos e a crescente conscientização sobre os efeitos prejudiciais desse comportamento. A globalização e a expansão das redes sociais proporcionaram novos meios para o bullying ocorrer, destacando-se o fenômeno do cyberbullying como uma manifestação moderna desse problema. Além disso, questões relacionadas à desigualdade, discriminação e intolerância também desempenham um papel fundamental no surgimento e perpetuação da prática.

No Brasil, os dados relacionados ao bullying apresentam um panorama alarmante. De acordo com pesquisas recentes da UNICEF, cerca de 43% dos estudantes brasileiros já foram vítimas de algum tipo de intimidação nas escolas, sendo que a forma mais comum é a verbal, seguida pela física e, cada vez mais presente, a virtual.

Esses dados revelam não apenas a dimensão do fenômeno, mas também a urgência de políticas e ações efetivas para prevenir e combater o bullying, garantindo um ambiente escolar seguro e acolhedor para todos os estudantes.

A Secretaria de Educação de Minas Gerais Implementa Medidas Contra o Bullying nas Escolas Estaduais a fim de enfrentar o desafio do bullying nas escolas estaduais, a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) tem adotado ações práticas e eficazes. Essas iniciativas visam prevenir e combater comportamentos discriminatórios no ambiente escolar.

A SEE/MG tem estabelecido medidas contínuas para assegurar um ambiente emocionalmente seguro em todas as escolas da rede de ensino. Os Núcleos de Acolhimento Educacionais, por exemplo, trabalham coletivamente dentro das instituições escolares e se conectam com outras políticas de diferentes áreas. Com um total de 230 núcleos e 460 profissionais, incluindo psicólogos e assistentes sociais, esses profissionais elaboram planos de ação efetivos para combater o bullying. A coordenadora de Temáticas Especiais e Transversalidade Curricular da SEE/MG, Rosalia Diniz, fala sobre o tema:

“Na rede estadual de ensino, estamos intensificando a luta contra o bullying, implementando medidas como os Núcleos de Acolhimento Educacional e cursos para professores. Nosso foco é promover os direitos humanos e prevenir todas as formas de violência nas escolas.”

Leia também


Participe dos canais da Itatiaia:

Laura Gorino é mineira, tem 20 anos e é graduanda do curso de jornalismo da UFOP. Tem interesse por redação, rádio e comunicação digital.
Leia mais