Notícias

Estudo da UFMG aponta concentração de casos graves de covid-19 nas periferias de BH

Dentre os bairros estão Alto Vera Cruz, Serra, Barragem Santa Lúcia, Pedreira Prado Lopes e Cabana do Pai Tomás

Por Edilene Lopes , 04/07/2020 às 19:15
atualizado em: 06/07/2020 às 16:31

Texto:

Ouça na Íntegra
00:00 00:00
Foto: Reprodução
Reprodução

RESUMO

  • Estudo realizado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), aponta uma concentração dos casos de pacientes graves, internados por Síndrome Respiratória Aguda Grave e Covid-19, entre os moradores das periferias, vilas e favelas de Belo Horizonte.
  • Dentre os bairros estão Alto Vera Cruz, Serra, Barragem Santa Lúcia, Pedreira Prado Lopes e Cabana do Pai Tomás.


Estudo realizado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), aponta uma concentração dos casos de pacientes graves, internados por Síndrome Respiratória Aguda Grave e Covid-19, entre os moradores das periferias, vilas e favelas de Belo Horizonte. Dentre os bairros estão Alto Vera Cruz, Serra, Barragem Santa Lúcia, Pedreira Prado Lopes e Cabana do Pai Tomás.

A densidade demográfica e as questões sociais desfavoráveis podem estar entre os motivos dessa concentração. A médica Waleska Teixeira Caiaffa, professora de epidemiologia e saúde pública e coordenadora Observatório de Saúde Urbana da Faculdade de Medicina da UFMG, explica a importância do estudo. 

“Isso ajuda a entender um pouco mais, onde estão os casos graves da cidade e uma possível solução, ao longo do tempo, é monitorar essas áreas e propor encaminhamentos e diagnósticos, procura de pacientes e de contatos pra que a gente possa evitar esse agravamento do quadro em situações tão vulneráveis", afirma.
 

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    Edição resumida está disponível para auxiliar na introdução alimentar. #Itatiaia

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    Confira a coluna de Edilene Lopes! #Itatiaia

    Acessar Link