Ouvindo...

Times

Japão registra recorde de casos de bactéria rara e letal

A STSS é uma doença bacteriana rara e grave, que pode se desenvolver em tecidos do corpo e na corrente sanguínea

Os números de uma infecção bacteriana perigosa e fatal têm crescido no Japão e atingiram níveis recordes, segundo dados oficiais. Ainda não se sabe a razão do aumento.

O Ministério da Saúde do Japão havia registrado 977 casos de síndrome do choque tóxico estreptocócico (STSS) até o último dia 2. Cerca de 77 pessoas morreram devido à doença entre janeiro e março.

O ano passado foi um ano também de recorde da doença no Japão, mas os dados de 2024 ultrapassaram. Desde 1999, o número de infecções pela bactéria não era tão alto.

A STSS é uma doença bacteriana rara e grave, que pode se desenvolver em tecidos do corpo e na corrente sanguínea. Os sintomas são: febre, dores musculares, vômitos e, em casos graves, são pressão arterial baixa, inchaço e falência múltipla dos órgãos.

Leia também

A cada 10 pessoas infectadas com a bactéria, três morrem, segundo dados do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos.

A bactéria streptococcus A pode causar febre e infecções de garganta em crianças. Mas, em alguns casos, ela pode se tornar invasiva ao produzir uma toxina que se dissemina na corrente sanguínea e causa doenças graves. Ela também pode causar fasciíte necrosante, a bactéria devoradora de carne.

Ainda não se sabe as razões do aumento de casos de STSS no Japão. Alguns pesquisadores acreditam que seja pelo enfraquecimento do sistema imunológico devido à Covid-19.

*Com informações da CNN


Participe dos canais da Itatiaia:

Jornalista formada pela PUC Minas. Mineira, apaixonada por esportes, música e entretenimento. Antes da Itatiaia, passou pelo portal R7, da Record.
Leia mais