Ouvindo...

Times

Super Mundial de Clubes: veja os 29 times já classificados para o torneio

Novo campeonato da Fifa será disputado entre junho e julho de 2025, nos Estados Unidos, e três brasileiros estão garantidos; restam três vagas

O Pachuca, do México, garantiu no sábado (1) vaga no Super Mundial de Clubes da Fifa, que terá 32 participantes e será disputado pela primeira vez em 2025, nos Estados Unidos. Os mexicanos são o 29º time classificado. Palmeiras, Flamengo e Fluminense são os brasileiros já garantidos.

Ao vencer o Columbus Crew-EUA por 3 a 0 na final da Concachampions, no México, o Pachuca se garantiu como um dos campeões do torneio da Concacaf (Confederação das Américas do Norte, Central e Caribe). Se juntou no continente a outros dois mexicanos, o León e o Monterrey, e ao Seattle Sounders-EUA.

O Pachuca também garantiu vaga no Intercontinental de 2024, o ‘mini’ Mundial que a Fifa organizará anualmente com seis participantes. Já estão classificados Real Madrid, da Espanha, direto na final, Al Ain, dos Emirados Árabes Unidos, Al-Ahly, do Egito, e Auckland City, da Nova Zelândia. O campeão da Libertadores de 2024 enfrentará o Pachuca nas quartas de final, em data e local a serem definidos pela Fifa.

Para o Super Mundial restam três vagas: a do indicado dos Estados Unidos, como país-sede, e duas na América do Sul. Uma será do campeão da Libertadores de 2024, o que coloca mais quatro brasileiros na disputa para estar no novo torneio: Atlético, São Paulo, Botafogo e Grêmio. Outra vaga é via ranking, que já teve o River Plate-ARG classificado por ela. O Boca Juniors-ARG é o melhor posicionado atualmente, apesar de não jogar a Libertadores em 2024.

Caso Palmeiras, Fluminense, Flamengo ou River ganhem a edição em andamento, como já estão classificados, mais uma posição abrirá via ranking (que não pode ser de brasileiros). Olimpia-PAR e Nacional-URU estão na disputa.

O indicado do país-sede deve ser o campeão da edição em andamento da MLS (Major League Soccer), a principal liga de futebol dos Estados Unidos. A competição termina apenas em dezembro. O Inter Miami, de Lionel Messi, está na disputa.

O novo Mundial

A primeira edição será nos Estados Unidos, entre 15 de junho e 13 de julho de 2025. Estádios e cidades onde ocorrerão os jogos ainda serão anunciados.

A direção da federação internacional projeta uma receita de US$ 2,5 bilhões (R$ 12,4 bilhões) para o novo Mundial de Clubes. O torneio será quadrienal, com a seguinte distribuição de vagas: 12 da Europa, seis da América do Sul, quatro das Américas do Norte e Central, quatro da África, quatro da Ásia, um da Oceania e outro representante do país-sede.

Os clubes serão divididos em oito grupos de quatro equipes, com os dois primeiros de cada passando para as oitavas de final, e a partir daí os confrontos serão eliminatórios, até a final.

Os 29 times já classificados para o Super Mundial:

América do Sul (6 vagas)

  • Palmeiras - campeão da Libertadores de 2021
  • Flamengo - campeão da Libertadores de 2022
  • Fluminense - campeão da Libertadores de 2023
  • River Plate (Argentina) - via ranking

Europa (12 vagas)

  • Chelsea - Inglaterra
  • Real Madrid - Espanha
  • Manchester City - Inglaterra
  • Porto - Portugal
  • Benfica - Portugal
  • Inter de Milão - Itália
  • PSG - França
  • Bayern de Munique - Alemanha
  • Borussia Dortmund - Alemanha
  • Juventus - Itália
  • Atlético de Madrid - Espanha
  • RB Salzburg - Áustria

Américas do Norte e Central (4 vagas)

  • Monterrey - México
  • Seattle Sounders - EUA
  • León - México
  • Pachuca - México

África (4 vagas)

  • Al-Ahly - Egito
  • Wydad Casablanca - Marrocos
  • Espérance - Tunísia
  • Mamelodi Sundowns - África do Sul

Ásia (4 vagas)

  • Al-Hilal - Arábia Saudita
  • Urawa Red Diamonds - Japão
  • Ulsan Hyundai - Coreia do Sul
  • Al Ain (Emirados Árabes)

Oceania (1 vaga)

  • Auckland City - Nova Zelândia
Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Formado em jornalismo pela PUC-Campinas em 2000, trabalhou como repórter e editor no Diário Lance, como repórter no GE.com, Jornal da Tarde (Estadão), Portal IG, como repórter e colunista (Painel FC) na Folha de S. Paulo e manteve uma coluna no portal UOL. Cobriu in loco três Copas do Mundo, quatro Copas América, uma Olimpíada, Pan-Americano, Copa das Confederações, Mundial de Clubes, Eliminatórias e finais de diversos campeonatos.
Leia mais