Ouvindo...

Times

Com câncer terminal, Isabel Veloso diz que ‘prazo de vida’ encerra em julho: ‘tenha fé'

Isabel Veloso foi diagnosticada com câncer terminal em janeiro deste ano

Isabel Veloso, de 18 anos, contou nesta terça-feira (25) que no próximo mês completa os seis meses de vida que sua médica lhe deu após diagnóstico de câncer terminal.

Em vídeo postado em seu canal no Youtube, a influenciadora relatou sintomas da doença e disse ter perdido a adolescência por conta do tratamento.

A paranaense foi diagnosticada com linfoma de Hodgkin em 2021, quando tinha 15 anos. Posteriormente, ela fez transplante de medula óssea e chegou a ser curada. No entanto, em janeiro deste ano, ela recebeu a informação de que o câncer havia voltado e não havia mais tratamento eficaz.

Leia também

Desde então, Isabel recebe cuidados paliativos para dores. “Caso você seja um paciente paliativo, tenha fé, não deixe ela morrer. Se você não crê em nada tenha fé que vai viver, porque o milagre começa em você", disse ela.

A influenciadora fala sobre o período de vida que os médicos lhe deram. “Vai fazer seis meses do prazo de vida que me deram mês que vem e eu consegui superar cuidando da minha cabeça e mudando meus hábitos de vida. Só viva”, encerrou.

Diagnóstico de Isabel Veloso

A influenciadora Isabel Veloso, de 18 anos, relatou no dia 1º de março deste ano que enfrenta um câncer terminal e possui estimativa de 6 meses de vida - mas o período pode ser superior após estabilização da doença. Conforme a paranaense, ela tem linfoma de Hodgkin e vive com um tumor que fica em volta do coração.

Anos atrás, Isabel recebeu diagnóstico da doença, passou por transplante de medula óssea, além de quimioterapia. Ela chegou a relatar que havia sido curada, porém a doença voltou.

Antes de se casar no civil dia 13 de abril, a jovem exibiu laudo médico para comprovar seu estado de saúde para seus milhões de seguidores. A jovem foi acusada de fingir estar doente para angariar fundos para a cerimônia.

O documento destaca que a adolescente possui “Linfoma de Hodgkin sem resposta ao tratamento quimioterápico” e que ela passa por “cuidados paliativos exclusivos”.

Isabel contou também estar recebendo cuidados paliativos com canabidiol (CBD), uma substância química da planta Cannabis sativa, para lidar com as dores.


Participe dos canais da Itatiaia:

Patrícia Marques é jornalista e especialista em publicidade e marketing. Já atuou com cobertura de reality shows no ‘NaTelinha’ e na agência de notícias da Associação Mineira de Rádio e Televisão (Amirt). Atualmente, cobre a editoria de entretenimento na Itatiaia.
Leia mais