Ouvindo...

Times

Com câncer terminal, Isabel Veloso diz que foi ‘forçada’ a amadurecer: ‘não tive adolescência’

Influenciadora teve o primeiro diagnóstico de câncer aos 15 anos

Isabel Veloso, de 18 anos, contou que foi “forçada” a amadurecer após o diagnóstico de câncer. O primeiro deles ocorreu em 2021, quando ela tinha 15 anos. Após falar sintomas da doença nesta terça-feira (25), ela deu alguns detalhes de um dos períodos mais difíceis da vida dela.

“Eu entendi o tempo que fiquei sem caminhar, só ficava na cama ou no sofá, quando alguém me carregava no colo ou ia de cadeira de rodas ou me arrastando, quando comecei a melhorar. Foi uma situação muito triste que eu passei”, relatou ela.

“Falaria pra quem passa por essa situação: ter calma. Eu sei o que é ficar meses numa cama sem conseguir caminhar e nem ter disposição [...] E você se desesperar não vai ajudar. Tem dias que você não vai tá legal. Entenda o que você tá sentindo, você engolindo não vai melhorar”, continua.

Neste período, Isabel usou como estratégia desenhar o que ela sentia e escrever sobre si mesma. “Faça alguma coisa que de alguma maneira ajude você", aconselha.

Leia também

Adolescência

Sobre a adolescência, ela desabafa: “Fui forçada a amadurecer muito mesmo. Não vivi nada do meu ensino médio. No meu último ano mal vivi também por conta das consultas e tratamentos”.

“Não sei o que é ser adolescente. É uma coisa que me machuca? Me machuca sim, porque não sei o que é sair com meus amigos tendo uma vida normal, sem eu me preocupar com nada. Não tive a oportunidade de viver isso. Acho que as pessoas julgam ser muito fácil passar por um tratamento”, acrescenta.

Apesar de toda as dificuldades, Isabel recomenda: “Se você quer ter um tratamento mais leve, mude sua cabeça, porque ela que define a sua vida”.

Diagnóstico de Isabel Veloso

A influenciadora Isabel Veloso, de 18 anos, relatou no dia 1º de março deste ano que enfrenta um câncer terminal e possui estimativa de 6 meses de vida - mas o período pode ser superior após estabilização da doença. Conforme a paranaense, ela tem linfoma de Hodgkin e vive com um tumor que fica em volta do coração.

Anos atrás, Isabel recebeu diagnóstico da doença, passou por transplante de medula óssea, além de quimioterapia. Ela chegou a relatar que havia sido curada, porém a doença voltou.

Antes de se casar no civil dia 13 de abril, a jovem exibiu laudo médico para comprovar seu estado de saúde para seus milhões de seguidores. A jovem foi acusada de fingir estar doente para angariar fundos para a cerimônia.

O documento destaca que a adolescente possui “Linfoma de Hodgkin sem resposta ao tratamento quimioterápico” e que ela passa por “cuidados paliativos exclusivos”.

Isabel contou também estar recebendo cuidados paliativos com canabidiol (CBD), uma substância química da planta Cannabis sativa, para lidar com as dores.


Participe dos canais da Itatiaia:

Patrícia Marques é jornalista e especialista em publicidade e marketing. Já atuou com cobertura de reality shows no ‘NaTelinha’ e na agência de notícias da Associação Mineira de Rádio e Televisão (Amirt). Atualmente, cobre a editoria de entretenimento na Itatiaia.
Leia mais