Ouça a rádio

Compartilhe

Torcida do Fenerbahçe canta nome de Vladimir Putin após time ucraniano marcar gol

Embaixada da Ucrânia na Turquia lamentou o episódio e chamou Putin de 'assassino'

Torcida turca afronta rivais ucranianos durante jogo da Champions League

A despedida precoce do Fenerbahçe da Liga dos Campeões foi marcada por uma questão diplomática, na quarta-feira. Torcedores do time turco, atualmente treinador por Jorge Jesus, entoaram cânticos em favor do presidente russo, Vladimir Putin, nas arquibancadas, numa tentativa de afrontar a equipe rival, o ucraniano Dínamo de Kiev.

Nesta quinta, o embaixador da Ucrânia na Turquia, Vasyl Bodnar, lamentou o episódio. "O futebol é um jogo justo. Ontem, o Dínamo de Kiev foi mais forte. É muito triste ouvir as palavras de apoio dos torcedores do Fenerbahce em favor de um assassino e agressor russo, que bombardeou o nosso país", disse Bodnar, em seu perfil oficial nas redes sociais.

Ele reconheceu que apenas uma parte da torcida do time turco fez as provocações ao clube ucraniano. "Sou grato ao povo amigo da Turquia pelo seu apoio à Ucrânia e pelo reconhecimento das atitudes inadequadas de alguns torcedores", declarou o embaixador ucraniano.

Acostumada a ser aliada da Rússia, a Turquia tem demonstrado oficialmente uma postura neutra no conflito entre russos e ucranianos. O país tem liderado a iniciativa de propor conversas e reuniões entre as duas partes em seu território.

Comandado por Jorge Jesus, ex-Flamengo, o Fenerbahce foi eliminado na segunda fase preliminar da Liga dos Campeões na quarta-feira, ao ser derrotado por 2 a 1 pelo Dínamo de Kiev, na prorrogação, em Istambul. Contratado a pedido do português, o também ex-flamenguista Willian Arão esteve em campo como titular, assim como no jogo de ida, encerrado em um empate sem gols.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store