Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Desenrola chega aos MEIs e às pequenas empresas; saiba como participar

A partir desta segunda-feira (13) é possível renegociar dívidas com bancos

Os MEIs (Microempreendedores Individuais) e os donos de pequenas empresas já podem aderir, hoje, ao programa Desenrola. Quem tem dívidas em aberto, com data até 23 de janeiro deste ano, vai poder aderir às negociações.

A nova fase do programa se chama “Desenrola Pequenos Negócios” e vale para empresas com faturamento de até 4,8 milhões de reais.

O Ministro do Empreendedorismo e da Micro e Pequena Empresa, Márcio França, disse que o programa há está disponível na rede bancária e explicou que “as empresas se enrolaram por causa da pandemia e porque a taxa de juro (Selic) subiu para mais de 13%".

Leia também

Como aderir ao Desenrola?

O Sebrae explica que os MEIs e donos de pequenas empresas devem entrar em contato com o banco em que têm a dívida - por meio dos canais oficiais de atendimento (agências, internet ou aplicativo) - e pedir para renegociar a dívida dentro das regras do Desenrola Pequenas Empresas.

Nesses casos, espera-se que o desconto varie entre 40% e 90% do valor total da dívida.

Se o banco não quiser negociar, a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) sugere fazer a portabilidade da dívida para outra instuição que aceite renegociar. O alerta da Febraban é de que só depois que o contrato de renegociação for fechado é que as empresas podem debitar qualquer valor da conta do empreendedor.

Para mais informações, acesse o site do Sebrae.


Participe dos canais da Itatiaia:

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais