Ouvindo...

Times

Avião hipersônico promete ir de São Paulo à China em 4h

Veículo vai usar hidrogênio como combustível e voar a mais de cinco vezes a velocidade do som

Partir de São Paulo, no Brasil, e chegar a Xangai, na China, em 4 horas e 15 minutos? De acordo com a startup suíça Destinus, isso vai ser possível com seu avião hipersônico. Atualmente, o tempo de viagem entre as localidades é de cerca de 22 horas.

Leia também:

Segundo a empresa, a aeronave vai voar cinco vezes mais rápido que a velocidade do som com hidrogênio como combustível — o componente possibilita viajar longas distâncias em alta velocidade, além de ser menos agressivo para o meio ambiente. A fabricante garante que isso não vai comprometer o preço da passagem, a versatilidade do avião ou o ruído durante o voo.

O avião já tem dois protótipos bem-sucedidos e um terceiro deve realizar seu voo inaugural até o fim do ano. Em entrevista à CNN, Martina Löfqvist, gerente de desenvolvimento da startup, informa que a estratégia da empresa é inicialmente produzir drones em pequena escala e, depois, construir aeronaves maiores.

O design da aeronave usa um conceito desenvolvido em 1950, o “waverider”, que nunca foi implementado. “O objetivo é que a aeronave voe sobre as ondas de choque que ela mesma cria. É um formato altamente eficiente e que consome menos combustível, já que enfrenta menos resistência do ar”, explica Martina.

Os veículos poderão ser comprados por qualquer empresa aérea e utilizados em aeroportos convencionais. Até 2030, a Destinus pretende lançar um avião com capacidade para aproximadamente 25 passageiros. Dez anos depois, em 2040, a startup espera ter uma versão maior, que possa atender a múltiplas classes de passageiros, incluindo a econômica.

Leia mais