Ouvindo...

Times

Solto pela Justiça, jovem que esfaqueou padrasto no Centro de BH reencontra a mãe; vídeo

Rapaz, de 20 anos, esfaqueou o padrasto, de 38, para proteger a mãe, que vivia um relacionamento abusivo com ele

O jovem que esfaqueou o padrasto no Centro de Belo Horizonte para proteger a mãe deixou o sistema prisional neste domingo (19), e já se encontrou com ela. O encontro foi flagrado pela reportagem da Itatiaia.

O rapaz, de 20 anos, esfaqueou o padrasto, de 38, para proteger a mãe, que vivia um relacionamento abusivo com ele. O ataque ocorreu na esquina da rua dos Tamoios com a rua Guaranis.

O juiz Marcelo Gonçalves de Paula decidiu soltar o jovem porque ele cometeu o ato para proteger a mãe. Já o padrasto continua preso devido à sua periculosidade. Ele agrediu a mãe do rapaz várias vezes.

Leia também

Tentava proteger a mãe

Aos militares, o suspeito relatou que a mãe, de 41 anos, vive um relacionamento tóxico com a vítima e afirma ter sido agredida pelo homem diversas vezes. A mulher só não teria terminado o relacionamento porque o homem ameaçava matar os filhos dela, dizendo inclusive que o primeiro seria o filho mais velho, o autor do ataque.

O jovem disse aos policiais que, na quinta-feira (16), a mãe foi levada para um matagal no bairro Paulo VI, onde foi agredida. Preocupada com a situação, o filho foi até o local em que a mãe trabalha, no Centro de Belo Horizonte, para protegê-la. Ao sair do local, a mulher foi surpreendida pela companheira, que a ameaçou agredir novamente. Para defender a mãe, o jovem deu uma facada nas costas do homem. Aos militares, a mulher disse que só não foi morta porque o filho interviu na situação.

Denuncie!

A Polícia Civil orienta que as mulheres vítimas de violência doméstica procurem uma Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (DEAM) ou qualquer posto da Polícia Militar para registrar uma ocorrência. Além disso, casos de ameaça, lesão corporal, vias de fato e descumprimento de medida protetiva podem ser denunciados pela Delegacia Virtual.

A Polícia Civil também conta com um canal de WhatsApp especializado no atendimento a mulheres vítimas de violência. O número do ‘Chame a Frida’ é o (31) 99141-6954.


Participe dos canais da Itatiaia:

Jornalista formada pela PUC Minas. Mineira, apaixonada por esportes, música e entretenimento. Antes da Itatiaia, passou pelo portal R7, da Record.
Cursou jornalismo no Unileste - Centro Universitário Católica do Leste de Minas Gerais. Em 2009, começou a estagiar na Rádio Itatiaia do Vale do Aço, fazendo a cobertura de cidades. Em 2012 se mudou para a Itatiaia Belo Horizonte. Na rádio de Minas, faz parte do time de cobertura policial - sua grande paixão - e integra a equipe do programa ‘Observatório Feminino’.
Leia mais