Ouvindo...

Times

Chow-Chow cega se recupera após ter orelha arrancada na Grande BH e busca novo lar

Úrsula foi resgatada em Santa Luzia (MG), ficou dias internada e agora já está pronta para receber muito amor e carinho; Itatiaia já ajudou outro Chow-Chow a conseguir dono em BH


Cego, anêmico e sem uma orelha. Foi assim que a Chow-Chow “Úrsula” foi encontrada por moradores de Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte. Apesar de todos os problemas, a cachorrinha se recuperou e, agora, procura por um novo lar (confira mais informações no fim da matéria).

A empresária e estudante Raíssa Tenchini conta que o animal foi resgatado por outra ativista dos animais da Grande BH. O animal estava anêmico, com leishmaniose, sem a orelha esquerda e muito assustado. Segundo Raíssa, o animal pode ter perdido a orelha em uma briga ou ela pode ter sido arrancada por uma pessoa. De qualquer forma, a audição não foi afetada.

Após semanas internada, Úrsula se recuperou, mas a ativista percebeu que o animal esbarrava nos móveis e não enxergava direito. Após passar por uma consulta, a Chow-Chow foi diagnosticada com glaucoma, que teria surgido após uma castração mal feita, que gerou pressão ocular.

Como adotar a Chow-Chow?

Raíssa Tenchini conta que Úrsula está totalmente recuperada e disponível para adoção responsável. Apesar dos problemas enfrentados, o cachorro só precisa usar um colírio para controle de pressão ocular, que não é caro. E claro, também precisa de muito amor.

“Ela é um amor, muito carinhosa e não é agressiva. Está uma fofura. Ela só precisa de muito amor e carinho de um novo dono.”

Quem quiser mais informações sobre o Chow-Chow e tiver interesse em adotar a Úrsula pode entrar em contato com Raíssa Tenchini.

Ajuda aos Chow-Chows

A empresária e estudante Raíssa Tenchini conta que decidiu criar um grupo para ajudar os cães da raça Chow-Chow após liderar uma campanha para que um outro animal da raça conseguisse um novo dono.

Em maio, a Itatiaia divulgou o caso do Chow-Chow que foi abandonado pela dona no bairro Aparecida. Poucas horas após a publicação da reportagem no portal Itatiaia, o animal conseguiu um novo dono. “Ele está bem e muito feliz em sua nova casa”, conta Raíssa.

Jornalista formado pela UFMG, com passagens pela Rádio UFMG Educativa, R7/Record e Portal Inset/Banco Inter. Colecionador de discos de vinil, apaixonado por livros e muito curioso.
Leia mais