Ouvindo...

Times

Operação mira traficantes que extorquiam motoristas de app para autorizá-los a trabalhar no RJ

Segundo a PC, alvos pertencem à facção Terceiro Comando Puro (TCP) e tinham intenção de controlar o serviço de transporte por aplicativo Morro do Dendê

A Polícia Civil do Rio de Janeiro realiza, na manhã desta quinta-feira (20), uma operação contra traficantes do Morro do Dendê, na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio, acusados de extorquir motoristas de aplicativos, exigindo o pagamento de uma taxa para que eles possam trabalhar na região.

Batizada de Bandeira Livre, a operação tenta cumprir 5 mandados de prisão. Até o momento, três traficantes foram presos.

De acordo com as investigações, os alvos pertencem à facção Terceiro Comando Puro (TCP) e atuam como narcomilicianos na região, comercializando drogas e extorquindo motoristas de aplicativos na tentativa de controlar o serviço de transporte por aplicativo.

Os alvos são acusados de praticarem ameaça com emprego de violência, sequestro, homicídios, tortura e porte ilegal de armas de fogo.

No início deste mês, dezenas de motoristas denunciaram que foram atraídos para falsas corridas e feitos reféns pelos traficantes. De acordo com testemunhas, eles só foram liberados depois que fizeram pagamentos em dinheiro e PIX para os criminosos.

Leia também


Participe dos canais da Itatiaia:

Diana Rogers tem 34 anos e é repórter correspondente no Rio de Janeiro. Trabalha como repórter em rádio desde os 21 anos e passou por cinco emissoras no Rio: Globo, CBN, Tupi, Manchete e Mec. Cobriu grandes eventos como sete Carnavais na Sapucaí, bastidores da Copa de 2014 e das Olimpíadas em 2016.
Leia mais