Ouvindo...

Times

Caixa de transporte de Joca, cão que morreu em voo da Gol, estava solta em bagageiro

Um funcionário terceirizado da companhia aérea foi quem flagrou a caixa solta no porão da aeronave

O cão Joca, que morreu durante um voo da companhia aérea Gol, foi transportado em uma caixa que estava solta no porão de bagagens. A informação é do Jornal Nacional, da TV Globo.

Joca deveria viajar de Guarulhos, em São Paulo, para Sinop, no Mato Grosso, mas acabou sendo despachado por engano para Fortaleza, no Ceará. Quando percebeu o erro, a companhia o enviou de volta para São Paulo, onde Joca já chegou morto.

Leia também

Em depoimento, um funcionário terceirizado que trabalha no aeroporto contou que percebeu que havia algo errado assim que abriu o bagageiro do avião. A caixa de transporte de Joca estava solta, sem fita ou cinto de segurança. O funcionário, então, tirou foto do que viu.

Apesar da caixa estar solta, o animal aparentava estar tranquilo, segundo o funcionário. Ele acabou tirando foto do fato para se resguardar e mostrou ao delegado.

Questionada, a Gol afirmou que tem total interesse em esclarecer o caso e segue à disposição das autoridades que o investigam. O transporte de cães e gatos no porão de aviões segue suspenso.


Participe dos canais da Itatiaia:

Jornalista formada pela PUC Minas. Mineira, apaixonada por esportes, música e entretenimento. Antes da Itatiaia, passou pelo portal R7, da Record.
Leia mais