Ouvindo...

Times

Em meio a tensões, Estados Unidos enviam porta-aviões com capacidade nuclear a Coreia do Sul

Porta-aviões chega a Coreia do Sul um dia depois do país convocar o embaixador russo para protestar contra um acordo com a Coreia do Norte

Um porta-aviões com capacidade nuclear dos Estados Unidos chegou nesse sábado (22) à Coreia do Sul. A base aérea móvel vai ser utilizada para um exercício militar envolvendo o Japão. Atualmente, os países intensificam o treinamento militar para lidar com as ameaças norte-coreanas, que aumentaram após um pacto de segurança com a Rússia.

A chegada do grupo de ataque USS Theodore Roosevelt à cidade de Busan ocorreu um dia depois da Coreia do Sul ter convocado o embaixador russo para protestar contra um grande acordo entre o presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o líder norte-coreano, Kim Jong Un, na semana passada.

Leia também

O acordo firmado pelas nações promete assistência de defesa mútua em casa de guerra. A Coreia do Sul diz que o acordo representa uma ameaça à sua segurança e alertou que poderia considerar o envio de armas para a Ucrânia, com o objetivo de ajudar no combate à invasão russa como resposta - uma medida que poderia arruinar as suas relações com Moscou.

Após uma reunião entre os chefes de defesa em Cingapura no início de Junho, os Estados Unidos, a Coreia do Sul e o Japão anunciaram os exercícios Freedom Edge. O exercício com o grupo de ataque de Roosevelt deverá começar ainda em junho. Os militares da Coreia do Sul não confirmaram detalhes específicos do treinamento.

* Com informações de Estadão Conteúdo.


Participe dos canais da Itatiaia:

Pablo Paixão é estudante de jornalismo na UFMG e estagiário de jornalismo da Itatiaia
Leia mais