Ouvindo...

Times

League of Legends: Riot anuncia Liga das Américas com CBLOL, LCS e LLA

Novo formato será implementado a partir de 2025; outras mudanças a nível internacional também foram anunciadas

A Riot Games anunciou, nesta terça-feira (11), uma série de mudanças no cenário competitivo de League of Legends. Pensadas a nível internacional, tais modificações serão implementadas a partir de 2025 e influenciarão diretamente o CBLOL (Campeonato Brasileiro de League of Legends), que terá seu formato modificado.

A partir do próximo ano, a Riot criará a ‘Liga das Américas’, que contará com a participação de equipes não só do CBLOL, como também do LLA (Liga da América Latina) e da LCS (Liga da América do Norte).

A Liga será, portanto, uma fusão entre campeonatos, com objetivo de ‘aumentar a competitividade e a relevância das ligas regionais’, de acordo com a própria Riot Games em comunicado oficial.

Explicação do formato

A Liga funcionará no sistema de Conferências, divididas entre Norte e Sul, com 8 equipes em cada e com sistema de promoção/rebaixamento. Das franquias atuais do CBLOL e da LCS, apenas 6 seguirão como filiadas da Riot; os 2 times restantes de cada Conferência serão decididos da seguinte forma:

  • 1 representante da LLA escolhido por alinhamento geográfico
  • 1 convidado vindo do Tier 2 das competições da Riot (única equipe com possibilidade de rebaixamento)

A partir de 2025, os campeonatos serão divididos em três etapas, com uma nova competição internacional sendo disputado no início do ano. As melhores equipes do Norte e Sul se qualificam para partidas entre conferências, e apenas uma será a classificada para o novo torneio global de League of Legends.

Na segunda etapa, as melhores equipes de cada conferência garantem vaga para o MSI (Mid-Season Invitational), totalizando duas vagas para as Américas. Já para o Worlds (Mundial da categoria), um Campeonato Regional das Américas decidirá três vagas, com garantia de pelo menos uma equipe de cada Conferência.

Das dez equipes que estão no CBLOL atualmente, quatro não seguirão no Tier principal das competições regionais, mas ainda poderão competir pela vaga restante de convidado da Conferência Sul. O mesmo acontece para a LCS, que conta com oito equipes no momento. A Riot ainda não divulgou como serão feitas as seleções das franquias participantes.

Leia também

Novo torneio e novo ‘draft’

O anúncio da Riot contou com mais novidades, dentre elas a criação de um novo torneio internacional. Disputada no início do ano, em março, a competição será curta, e contará com cinco equipes (uma vaga por região). Dessa forma, todas as regiões jogarão três etapas por temporada, seguindo o exemplo da LEC (Liga Europeia).

Outro ponto anunciado no comunicado da empresa foi a implementação do “Fearless Draft” em séries de partidas múltiplas (MD3 ou MD5) em rodadas regionais e internacionais. Esse tipo de ‘draft’ bane Campeões escolhidos em partidas disputadas anteriormente nas séries.

Ao todo, serão 5 equipes na nova competição internacional (um representante de cada região) 10 no MSI (dois representantes) e 17 no Worlds (três vagas por região, o campeão do MSI e outro espaço para a segunda melhor região)

Mudanças na região Ásia-Pacífico

A Liga das Américas não foi a única mudança de região anunciada pela Riot Games. Uma nova Liga denominada APAC irá reunir equipes do Vietnã, Hong Kong, Taiwan, Macau, Japão, Oceania e do restante do Sudeste Asiático.

Assim como nas Américas, serão oito equipes convidadas. Contudo, a primeira seleção será baseada nos resultados da PCS 2024 (Liga do Pacífico) e da segunda etapa da VCS (Liga do Vietnã).


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Jornalista em formação pelo Centro Universitário de Belo Horizonte - UniBH. Já atuou em diversas áreas do jornalismo, como assessoria de imprensa, redação e comunicação interna. Apaixonado por esportes em geral e grande entusiasta dos e-sports
Leia mais