Ouça a rádio

Compartilhe

Um celular 4G pode ser atualizado para usar o sinal 5G?

Tecnologia vai oferecer novas possibilidades para a produção e o consumo de conteúdo

Dispositivo 5G tem hardware específico para a tecnologia

Com a ativação do sinal 5G em Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS) e João Pessoa (PB) na sexta-feira (29) e em Brasília no início do mês, o Brasil avança na implantação da tecnologia. Por enquanto, a maioria dos brasileiros tem celular 4G. Nesse caso, existe a possibilidade de fazer um upgrade no aparelho para que ele possa captar o novo sinal?

Infelizmente não. Os celulares compatíveis com a tecnologia têm hardware específico para ela. Por outro lado, os modelos 4G vão continuar a funcionar normalmente — como já ocorre hoje com as gerações anteriores: 3G e 2G. Isso deve ser mantido mesmo quando o 5G já estiver liberado em larga escala no país, mas, obviamente, quem não tiver um aparelho compatível não terá acesso aos benefícios da nova tecnologia.

Se for comprar um smartphone novo e quiser um dispositivo já preparado para o 5G, é importante confirmar isso durante a aquisição. Para o 5G puro, que não depende da infraestrutura da rede 4G atual, vai ser preciso trocar o chip da operadora para usar o 5G em áreas em que ele esteja liberado.

Vale a pena trocar de celular?

Para Carlos Nazareth Motta Marins, diretor do Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), não é preciso ter pressa. “Eu aconselho que os usuários visitem mais de um fabricante, questionem os vendedores sobre funcionalidades e acessórios, mas não precisa ter afobação nenhuma. Se o usuário não tem um uso tão aplicado ou não precisa de uma velocidade tão alta, talvez não valha a pena fazer um investimento tão grande.”

Aqueles que optarem pelo 5G, entretanto, terão acesso a transmissão de dados mais veloz e tempo de resposta (latência) menor. Marins destaca que o acesso muito mais veloz à internet possibilitado pelo 5G vai trazer mais opções para a produção e o consumo de conteúdo

Ambas as possibilidades ficam disponíveis imediatamente, uma vez que o 5G estiver habilitado. “Baixar uma série no 4G pode demorar horas, mas no 5G acontece em frações de minutos. Já para os produtores de conteúdo, que hoje usam o computador para enviar material para as redes sociais, o aumento da velocidade vai facilitar o processo.”

Segundo Marins, as câmeras 3D nos celulares podem ganhar impulso com o 5G. “Criar, gravar, editar e carregar fotos e vídeos 3D vai se tornar comum muito rapidamente”, aposta ele. “Além disso, vai haver uma experiência muito mais interessante de realidade virtual e realidade aumentada. Imagine, por exemplo, uma experiência em um Grande Prêmio de Fórmula 1, em que seja possível visitar ambientes e sentir toda a atmosfera da competição. Isso nunca foi feito, com esse nível de interatividade.” 

A tecnologia 5G permite downloads em velocidades 20 vezes superiores às do 4G. A baixa latência permite jogar no celular com a mesma qualidade proporcionada por conexões fixas. Só é preciso ter em mente que a rede ainda deve apresentar instabilidade nas primeiras semanas, enquanto as operadoras expandem o alcance da cobertura.

Segundo Marins, as câmeras 3D nos celulares podem ganhar impulso com o 5G. “Criar, gravar, editar e carregar fotos e vídeos 3D vai se tornar comum muito rapidamente”, aposta ele. “Além disso, vai haver uma experiência muito mais interessante de realidade virtual e realidade aumentada. Imagine, por exemplo, uma experiência em um Grande Prêmio de Fórmula 1, em que seja possível visitar ambientes e sentir toda a atmosfera da competição. Isso nunca foi feito, com esse nível de interatividade.”

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store