Ouça a rádio

Compartilhe

Com aval de Bolsonaro, Viana tem candidatura confirmada ao Governo de Minas 

Carlos Viana dará palanque ao presidente Jair Bolsonaro nas agendas realizadas em Minas Gerais

Carlos Viana será o nome de Bolsonaro nas eleições ao Governo de Minas

Uma reunião realizada na tarde desta terça-feira (2) no Palácio do Planalto, e que contou com a participação do presidente Jair Bolsonaro (PL), selou a candidatura do senador Carlos Viana (PL) ao Governo de Minas. Ele dará palanque eleitoral à candidatura do presidente à reeleição no segundo principal colégio eleitoral do país.

No encontro, Bolsonaro decidiu por rifar o nome do seu ex-ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PL) da chapa. O deputado federal era cotado para assumir a candidatura ao Senado pelo partido do presidente. A vaga ficará com o deputado estadual Cleitinho (PSC).

O nome do candidato a vice-governador ainda não foi definido, mas é possível que a vaga fique com o partido União Brasil - que pode indicar o deputado federal Bilac Pinto.

Em entrevista coletiva concedida logo após a reunião, Viana afirmou que será o palanque oficial de Bolsonaro em Minas Gerais e que a situação "não tem volta". A chapa de Carlos Viana deverá contar com pelo menos mais três partidos, além do PL: União Brasil, Republicanos e PSC.

"Nós conversamos com o presidente Bolsonaro e decidimos pela manutenção da minha pré-candidatura ao Governo de Minas e a sequência do projeto do palanque do presidente no nosso estado. Ele já comunicou a decisão ao governador e o PL vai enviar a documentação dentro do cronograma da Justiça Eleitoral, até o dia 5", afirmou o senador.

Vaga no Senado

O deputado federal Marcelo Álvaro Antônio era cotado para ser o candidato ao Senado e chegou a dizer que este era um "caminho sem retorno", mas foi rifado por Bolsonaro após não decolar nas pesquisas eleitorais. Em seu lugar, foi escalado o deputado estadual Cleitinho (PSC).

"Eu e o Marcelo, já há algum tempo vínhamos conversando sobre o momento. Não é uma questão pessoal, mas uma decisão em cima de números. Precisamos de uma chapa competitiva em Minas por conta da reeleição do presidente", afirmou. "O deputado Cleitinho vem pontuando fortemente, tem uma candidatura nova, aceitou se juntar a nós e, agora, terá que resolver as questões internas do partido dele, que confirmou na reunião que o nome dele está à disposição", completou.

O deputado Marcelo Álvaro Antônio não deu entrevista após a reunião.

Zema e Bolsonaro

A confirmação da candidatura de Viana ocorre após meses de indefinição. O presidente Jair Bolsonaro gostaria de contar com o palanque do governador e candidato à reeleição, Romeu Zema (Novo), que tem resistência a se associar a Bolsonaro já no primeiro turno. Além disso, o partido de Zema lançou candidato próprio à Presidência da República, o cientista política Felipe D'Ávila.

"O governador Zema, em vários momentos se comprometeu, mas não deu clareza sobre o que fazer. Minha missão é mostrar a Minas Gerais o que Bolsonaro fez para o estado e o que vamos fazer a partir do ano que vem", conta Viana. "Naturalmente, o governador terá o partido dele e o grupo dele e tomara as decisões que achar melhor", afirmou.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store