Ouça a rádio

Compartilhe

Repactuação de Mariana: presidente do consórcio do Rio Doce renuncia; colegas tentam convencê-lo a ficar 

Comunicado feito por Beto Gariff, que também é prefeito de São José do Goiabal

Rompimento da barragem de Mariana é a maior tragédia ambiental do Brasil

Em comunicado interno aos membros do Consórcio Público de Defesa e Revitalização do Rio Doce (CoriDoce), o presidente da entidade e prefeito de São José do Goiabal, José Roberto Gariff, renunciou ao cargo na última sexta-feira (3), mas ainda não oficializou a saída por conta de pedidos para que ele permaneça no posto.

A coluna teve acesso à carta de renúncia assinada digitalmente por Gariff na sexta-feira (11). Interlocutores do CoriDoce, no entanto, afirmam que a decisão ainda não é final, uma vez que há conversas abertas para convencer Gariff a continuar no comando do consórcio. O prefeito ainda não tratou do assunto publicamente.

Na semana passada, Gariff esteve em Brasília para reuniões no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), onde acontece a negociação pela repactuação do acordo de reparação de Mariana, por conta do rompimento da barragem do Fundão, em 2015, que matou 19 pessoas.

Em mensagem aos colegas do CoriDoce, durante a visita ao CNJ, Gariff disse estar insatisfeito com a velocidade e o rumo das negociações pela repactuação. "Não sou de desanimar, mas não tá legal a condução da repactuação. Nossa proposta foi reconhecida pelo CNJ, mas não é assim que pensam os governos de Minas, Espirito Santo e a União. Está tendo muita força contrária", afirmou.

Leia Mais

Zema

Depois de sinalização de nome de Simões para vice de Zema, parlamentares do PP se reúnem em Brasília

Eleições 2022

Ex-presidente Lula voltará ao Estado de Minas para oficializar a aliança com Alexandre Kalil

Serra do Curral

Tamisa, empresa autorizada a minerar na Serra do Curral, não tem registro no CREA

Bolsonaro

“Ambiente muito favorável para Bolsonaro”, afirma industrial mineiro

Eleições 2022

Pré-candidato ao Senado, Cleitinho teve encontro com Bolsonaro em Brasília

Acesso rápido