Ouvindo...

Times

Pai é condenado pela morte do filho de 2 anos em BH e alega: ‘cotovelada sem querer’

Marcas no corpo de David Roger fizeram médicos chamarem a polícia; acusado não poderá recorrer em liberdade

A Justiça condenou, nesta segunda-feira (20), o homem acusado de espancar até a morte o próprio filho, de 2 anos e 9 meses, na região de Venda Nova, em Belo Horizonte. David Roger Alves da Silva teria recebido várias pancadas fortes pelo corpo, provocadas pelo pai, Rodney Alves Miranda.

David Roger Alves da Silva morreu no dia 3 de julho de 2017, pouco após dar entrada no Hospital Risoleta Neves. Rodney, na época com 23 anos, disse aos médicos que o filho havia sofrido uma ‘crise asmática’, mas os ferimentos no corpo da criança levantaram suspeitas e a equipe médica decidiu acionar a Polícia Militar.

Leia também

Ao ser preso em 2017, Rodney alegou ter dado uma ‘cotovelada sem querer’ no filho enquanto estava sob o efeito da cocaína. Porém, de acordo com o laudo do Instituto Médico-Legal (IML), David morreu por hemorragia interna causada por traumatismo no abdômen, provocadas por chutes, socos ou outro tipo de pancada contundente.

Ao ser ouvido no Tribunal do Júri nesta segunda (20), Rodney negou ter matado ou mesmo agredido o filho. Ele relatou que estava dormindo com o filho e, ao acordar sem querer, deu uma cotovelada sem querer na barriga do filho. Ao perceber que a criança não respondia aos seus chamados, ele entrou com ela no chuveiro e, na sequência, o levou para o hospital. Em relação às lesões, ele alegou que as marcas foram causadas pelas suas tentativas de socorrer o menino. Rodney também alegou ter ‘sono profundo’ e ter o costume de ‘acordar de forma exaltada’.

Os argumentos não convenceram o júri, que condenou Rodney a 28 anos, 5 meses e 20 dias de prisão por homicídio duplamente qualificado. O acusado não poderá recorrer em liberdade.


Participe dos canais da Itatiaia:

Jornalista formado pela UFMG, com passagens pela Rádio UFMG Educativa, R7/Record e Portal Inset/Banco Inter. Colecionador de discos de vinil, apaixonado por livros e muito curioso.
Leia mais