Ouvindo...

Times

Está com dificuldade para dormir na onda de calor? Entenda o motivo e veja dicas para melhorar o sono

Problema é ainda maior para quem não tem ar-condicionado em casa

Com o calorão está difícil até para dormir! É um verdadeiro desafio garantir um sono de qualidade diante da onda de calor que atinge o Brasil, principalmente para quem não tem ar-condicionado.

Mas porque é mais difícil dormir em noites mais quentes? O que dificulta pegar no sono?

Fisiologicamente, nós dependemos da temperatura corporal para dormir. Ela precisa cair para termos um sono tranquilo e de qualidade.

“A temperatura é um dos sinais que o corpo utiliza para induzir e estimular o momento do sono e isso vai se mantendo ao longo da noite, até o meio da madrugada. A partir daí, a temperatura volta a subir gradualmente. O calor dificulta tanto esta percepção para início do sono quanto para sua qualidade”, explica a médica especialista do sono Janaína Pacheco.

O processo de sono se inicia muitas horas antes de realmente dormir. Segundo a médica, quando ocorre a queda de iluminação natural, várias substâncias começam a ser liberadas, como a melatonina. Depois, outras mudanças são estimuladas no corpo. Uma delas é a queda da temperatura, “uma das ferramentas que o corpo e o cérebro utilizam para perceber que está na hora de dormir”, afirma a especialista do sono.

Além de atrapalhar o sono, o calor também contribui para a dilatação dos vasos sanguíneos, fazendo com que as mãos e pés fiquem mais inchados.

As altas temperaturas também podem causar fadiga ao longo do dia.

Leia também:

Dicas para ajudar a dormir melhor

A partir das explicações da médica do sono Janaína Pacheco, separamos algumas dicas que podem ajudar a iniciar o processo de sono nesse calorão:

  • Beba muita água: o principal cuidado que devemos ter é manter a hidratação. Temos uma média de 2 litros por dia, mas isso é variável e, caso seja possível, o ideal é aumentar nesse período de calor. Beba água, sucos, água de coco, entre outros. É recomendado até duas horas antes de dormir para evitar as idas excessivas ao banheiro de madrugada;

  • Tome banho uma hora antes de dormir: mas atenção! Não pode ser gelado porque vai ativar a adrenalina e outros neurotransmissores que vão manter a pessoa em alerta. “Por mais que pareça que vai abaixar a temperatura, não vai. Vai ativar o estímulo de alerta”, ressalta a médica. A temperatura deve ser entre morno e frio e uma hora antes, para que a temperatura se regule até a hora de dormir;

  • Evite realizar atividades físicas pelo menos quatro horas antes de dormir;

  • Deixe o quarto ventilado: manter as janelas abertas e/ou utilizar aparelhos como ventilador e ar-condicionado vai trazer mais qualidade ao sono;

  • Use roupas e roupas de cama leves de algodão e fibras naturais: evite usar poliéster e outras fibras sintéticas;

  • Coloque toalhas umedecidas no quarto;

  • Alimente-se bem, opte por comidas mais leves: de preferência algumas verduras e legumes ou saladas frias duas horas antes de deitar.

Giullia Gurgel é estudante de jornalismo e estagiária da Itatiaia.
Leia mais