Ouvindo...

Times

Vítima de bala perdida em confronto na Linha Amarela, no RJ, era mãe de um bebê de 7 meses

Deborah Vilas Boas estava num ponto de ônibus quando foi atingida por uma bala perdida

A mulher que morreu na manhã desta terça-feira (18), durante uma tentativa de assalto na Linha Amarela, uma das principais vias expressas do Rio, era mãe de um bebê.

Nas redes sociais, Deborah Vilas Boas compartilhava imagens da filha e dos momentos durante a gestação. Uma das imagens, publicada há dois dias, é da comemoração dos 7 meses da criança.

Deborah também compartilhava fotos ao lado do marido, com quem estava há cerca de 11 anos.

Leia também

Deborah Vilas Boas estava num ponto de ônibus quando foi atingida por uma bala perdida. O episódio aconteceu na Linha Amarela, altura da Zona Norte, por volta das 6h desta terça-feira (18).

Quatro bandidos armados tentaram roubar uma motocicleta com dois ocupantes quando Policiais Militares que passavam pela região tentaram intervir, dando início a um confronto.

Na troca de tiros, três pessoas foram atingidas, mas duas não resistiram.

Além de Debora, os tiros também mataram o passageiro José Carlos Miranda, de 64 anos, que estava dentro de um ônibus. Uma teceria pessoa também foi baleada e levada em estado grave ao Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, Zona Norte da cidade.

Um suspeito também foi baleado e está sob custódia no hospital.

Os outros três bandidos fugiram.


Participe dos canais da Itatiaia:

Diana Rogers tem 34 anos e é repórter correspondente no Rio de Janeiro. Trabalha como repórter em rádio desde os 21 anos e passou por cinco emissoras no Rio: Globo, CBN, Tupi, Manchete e Mec. Cobriu grandes eventos como sete Carnavais na Sapucaí, bastidores da Copa de 2014 e das Olimpíadas em 2016.
Leia mais