Ouvindo...

Times

Maioria dos posts nas redes é contra projeto que equipara aborto legal a homicídio, diz Quaest

Na média dos últimos três dias, 52% de todas as 1.14 milhões de postagens defendiam argumentos contrários à medida

52% dos posts nas redes é contra o Projeto de Lei 1904/24, que vem sendo chamado de PL do Aborto. Isso é o que indica o levantamento divulgado nesta sexta-feira (14) pela Quaest. A pesquisa ainda mostra que, na média dos últimos três dias, apenas 15% de todas os 1,14 milhões de postagens eram favoráveis.

A proposta, capitaneada pela bancada evangélica com o apoio do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), teve o regime de urgência aprovado nesta semana em uma votação simbólica e relâmpago.

A proposta poderia condenar uma mulher estuprada que cometeu o aborto a uma pena de prisão maior que o próprio autor do crime, cuja pena máxima prevista é de 10 anos de detenção, enquanto a de homicídio simples é de até 20 anos.

Os dados também revelam o termômetro da discussão nessa quinta (13) e nessa quarta (14).

Confira

Leia também


Participe dos canais da Itatiaia:

Formou em jornalismo pela PUC Minas e trabalhou como repórter do caderno de gerais do jornal Estado de Minas. Na Itatiaia, cobre principalmente Cidades, Brasil e Mundo.
Leia mais