Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Brasil acompanha tensão entre Israel e Irã com ‘grave preocupação’

Ministério das Relações Exteriores do Brasil pediu mobilização da comunidade internacional para “evitar uma escalada”

O governo do Brasil expressou “grave preocupação” com o ataque de mísseis e drones do Irã contra Israel, em retaliação ao bombardeio à embaixada de Teerã em Damasco, na Síria.

“Desde o início do conflito em curso na Faixa de Gaza, o governo brasileiro vem alertando sobre o potencial destrutivo do alastramento das hostilidades à Cisjordânia e para outros países, como Líbano, Síria, Iêmen e, agora, o Irã", diz um comunicado do Ministério das Relações Exteriores.

“O Brasil apela a todas as partes envolvidas que exerçam máxima contenção e conclama a comunidade internacional a mobilizar esforços no sentido de evitar uma escalada”, acrescenta a nota.

No comunicado, o Itamaraty também desaconselha “viagens não essenciais à região” e afirma que “monitora a situação dos brasileiros” na zona, “em particular em Israel, Palestina e Líbano, desde outubro passado”.

Leia também

Ataques a Israel

No início da noite deste sábado, o Irã lançou mais de 200 drones em direção a Israel, em um ataque que marca uma escalada significativa do conflito entre os dois países. A informação foi compartilhada pelo porta-voz do exército israelense, Daniel Hagari, à imprensa do país.

Pouco tempo depois, o Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica, um corpo de elite ligado ao exército iraniano, emitiu um comunicado confirmando o ataque a Israel.

Segundo eles, os drones são uma resposta a um ataque promovido pelas forças armadas de Israel, que destruiu o consulado iraniano em Damasco, na Síria, no início deste mês. Na ocasião, membros do exército iraniano foram mortos, incluindo dois generais.


Participe dos canais da Itatiaia:

Leia mais