Ouvindo...

Times

Palavra Aberta debate agenda internacional de Lula

Lula tem sido elogiado pela retomada da Relações Internacionais, mas criticado pelo que parte de especialistas, opositores e opinião pública considera um exagero nas viagens

O presidente Lula chegou nessa semana ao 13º país visitado no terceiro mandato. Participou na Bélgica do encontro entre a Celac, Cúpula da Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos, e União Europeia.

Em quase 7 meses de governo, a média é de dois países por mês. Essa agenda internacional agitada é o cumprimento de uma promessa de campanha de retomar o lugar de destaque do Brasil no mapa geopolítico mundial.

Ao todo, Lula passou pela Argentina, Uruguai, Estados Unidos, China, Emirados Árabes, Portugal, Espanha, Inglaterra, Japão, Itália, França, Colômbia e Bélgica.

A nossa colunista Edilene Lopes teve acesso à agenda detalhada de compromissos internacionais do presidente.

Há pelo menos mais quatro viagens para o exterior neste ano: África do Sul, em agosto, para o encontro dos Brics, Estados Unidos, em setembro, para a Assembleia Geral da ONU, Índia, também em setembro, para o encontro do G-20, e Dubai, nos Emirados Árabes, em novembro, para a Conferência do Clima.

Lula tem sido elogiado pela retomada da Relações Internacionais, mas criticado pelo que parte de especialistas, opositores e opinião pública considera um exagero nas viagens e falta de uma proximidade com a população em compromissos nos estados.

Para fazer uma análise sobre essas críticas e elogios, nós estamos recebendo no Palavra Aberta o professor de Relações Internacionais da PUC Minas e de Geopolítica da Academia da Polícia Militar, Danny Zarehdine.

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais