Ouvindo...

Times

Palavra Aberta debate: quais são os pontos positivos e negativos das teleconsultas?

O médico Marcos Dellaretti, professor da UFMG, pesquisador, neurocirurgião, especializado em tratamento de doenças vasculares é o convidado desta semana

Acaba de completar 1 ano a resolução do Conselho Federal de Medicina que estabelece regras para as teleconsultas. Elas foram autorizadas pelo Congresso Nacional de forma emergencial a partir do início da pandemia de Covid, em 2020, e foram regulamentadas ano passado pelo Conselho de Medicina.


Confira no YouTube:

Entre as regras, a gente pode destacar que o médico decide se a consulta pode ou não ser presencial, o paciente tem que concordar, os dados do paciente devem ser preservados e pessoas com doenças crônicas não podem ficar mais de 6 meses sem consulta presencial.

Além disso, as consultas a distância e presenciais devem ter o mesmo custo. Além da regulamentação pelo Conselho Federal de Medicina, uma lei sancionada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro em dezembro contempla as consultas a distância.

Para debater os pontos positivos e negativos da prática, estamos recebendo o médico Marcos Dellaretti, professor da UFMG, pesquisador, neurocirurgião, especializado em tratamento de doenças vasculares e tumores do sistema nervoso central. Ele também é preceptor na Santa Casa de Belo Horizonte, atuando na formação de outros médicos. Bom dia, doutor Marcos, obrigado pela presença!

Estamos recebendo também o advogado especialista em Direito de Saude, Mário Aguirre. Bom dia, doutor Mário, obrigado pela presença!

Leia mais