Ouvindo...

Times

Avaliação do VAR piora entre torcedores brasileiros, que seguem favoráveis à tecnologia

Números estão no Maior Raio-X do Torcedor, pesquisa CNN/Itatiaia/Quaest

Num momento em que a arbitragem brasileira passa por uma grave crise, que tem como ponto principal as denúncias de John Textor, proprietário da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do Botafogo, a avaliação do VAR caiu na segunda rodada de O Maior Raio-X do Torcedor numa comparação entre 2023 e 2024.

A queda não é significativa, de 57% positivo para 54%, mas está acima da margem de erro da pesquisa, que é de 1,4 ponto percentual.

A avaliação regular passou de 28%, em 2023, para 29%, em 2024, e a negativa subiu de 11% para 13%. Nos dois levantamentos, 4% dos entrevistados não souberam ou não responderam.

Quando o torcedor foi questionado se era favorável ao VAR, a avaliação é extremamente positiva, com 83% dos entrevistados dizendo que sim em 2023 e 2024.

Os que não eram favoráveis ao VAR em 2023 representavam 12% dos entrevistados, caindo para 11% em 2024. Nas duas pesquisas, 6% não souberam ou não responderam.

Leia também

Metodologia da pesquisa

A pesquisa O Maior Raio-X do Torcedor ouviu 6.373 pessoas no total, sendo 5.023 entrevistas aprofundadas com torcedores de 278 cidades e 714 jovens de 7 a 15 anos. A coleta foi realizada entre 27 de abril e 1º de maio de 2024, por meio de entrevistas face a face com questionários estruturados. A margem de erro estimada é de 1,4 ponto percentual, com nível de confiabilidade de 95%.


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Alexandre Simões é coordenador do Departamento de Esportes da Itatiaia e uma enciclopédia viva do futebol brasileiro
Leia mais