Ouvindo...

Times

Na lanterna e pressionado, Fernando Diniz encara Fla-Flu decisivo

O treinador está pressionado pelos resultados e desempenho do Tricolor, que está na lanterna do Campeonato Brasileiro

Em momento de maior pressão nesta passagem pelo Fluminense, Fernando Diniz terá um compromisso decisivo no próximo domingo (23), em clássico com o Flamengo no Maracanã, pela Série A. Com a equipe ocupando a última posição do Campeonato Brasileiro, o treinador tem a permanência no cargo em xeque.

São apenas seis pontos em 10 rodadas. A pressão das arquibancadas já é grande há semanas, com Diniz sendo um dos alvos da torcida após a derrota para o Atlético-G0 no Maracanã.

Após o revés desta quarta (20), para o Cruzeiro no Mineirão, falou sobre os pedidos de demissão por parte da torcida e admitiu que o momento da equipe preocupa a comissão e a direção.

“Ninguém gosta de estar com o nome na arquibancada pedindo saída. Mas é uma coisa que sei acolher com respeito, já falei outras vezes”, afirmou Fernando Diniz no Mineirão.

Leia também

“Lógico que (estar na lanterna) mexe. É um sentimento horroroso. Muito ruim. Tem que ser forte, trabalhar muito e achar soluções para que o Fluminense saia dessa situação. Tem todas as condições de sair disso”, completou o treinador.

Fernando Diniz iniciou esta passagem pelo Fluminense em abril de 2022 e viveu o ápice ao conquistar a Copa Libertadores em novembro de 2023. Em 2024, o time não manteve o nível.

Apesar da queda de desempenho e resultado, Mário Bittencourt apostou na manutenção do trabalho e renovou o contrato do técnico em maio, quando o trabalho já era questionado.

Inicialmente, a publicação informava que Fernando Diniz cumpriria suspensão pelo cartão amarelo recebido na partida contra o Cruzeiro, mas o clube informou, nesta quinta (20), que este foi apenas a primeira advertência do treinador no Campeonato Brasileiro. Portanto, o técnico estará na área técnica do Fluminense contra o Flamengo.


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Jornalista e correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Apaixonado por esportes, pela arquibancada e contra torcida única.
Leia mais