Ouvindo...

Times

Após expulsão de Hulk, do Atlético, John Textor vai às redes e dispara

Dono do Botafogo tem afirmado este ano que o Palmeiras é beneficiado pela arbitragem

Acionista majoritário do Botafogo, John Textor foi às redes sociais nesta segunda-feira (17) e disparou contra a arbitragem na partida entre Atlético e Palmeiras. O empresário disparou após a expulsão do atacante atleticano Hulk no jogo na Arena MRV, em Belo Horizonte, pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

“Dia das marmotas”, iniciou Textor, em uma primeira publicação nos Stories do Instagram, com vídeo da expulsão de Hulk. “2 cartões vermelhos em 9 jogos (pelo Brasileirão). Você precisa acelerar o ritmo para acompanhar o ano passado”, completou, de forma irônica.

Textor fez referência ao jogo do Palmeiras contra o Atlético (no momento da exclusão de Hulk, os paulistas venciam por 1 a 0) e também à uma expulsão em jogo contra o Athletico-PR. Na ocasião, contudo, o Palmeiras perdeu por 2 a 0 para o Furacão apesar do homem a mais em campo, em 12 de maio, na Arena Barueri, pela sexta rodada do Brasileirão.

O empresário também referenciou a arrancada para o título brasileiro do Palmeiras em 2023. Na ocasião, a equipe alviverde tirou vantagem que chegou a ser de 14 pontos do então líder Botafogo na 27ª rodada e conquistou o Brasileirão. Para Textor, o clube alviverde tem sido beneficiado pela arbitragem nos últimos anos.

“Ano passado foi turbulento. Não vou deixar o que aconteceu ano passado passar batido. Estamos em uma nova temporada. Temos provas pesadas, 100% confirmadas de que o Palmeiras vem sendo beneficiado por manipulação de resultados por pelo menos duas temporadas”, chegou a dizer Textor, ao Canal do Medeiros, em 1º de abril deste ano.

“Desculpe se isso vai criar barulho, mas tenho provas, vou mandar aos procuradores. Estou aqui para defender a honra do meu clube. Posso prometer a vocês que ninguém vai mexer nas nossas partidas desse ano”, completou.

O Palmeiras rebateu: “O Palmeiras vem adotando todas as medidas jurídicas cabíveis contra o dono da SAF do Botafogo, John Textor, e não pretende se manifestar novamente sobre a bizarra tentativa do caricato cartola de justificar a perda do título brasileiro de 2023. Confiamos que as autoridades competentes tomarão as providências necessárias com a urgência que o tema exige”.

O caso motivou uma convocação de John Textor e de Leila Pereira, presidente do Palmeiras, para depoimento em Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas no Senado Federal, em 22 de abril e 5 de junho, respectivamente.

“Dia das marmotas”, entenda a expressão

O “Groundhog’s Day”, ou “Dia das Marmotas” é uma referência citada por Textor que diz respeito a algo alertado e que segue sem mudança. No caso, o alerta se refere ao Brasileirão de 2023, com um aviso sobre o que, segundo o empresário e dirigente, segue ocorrendo em 2024.

Na tabela

O Botafogo lidera o Brasileirão de 2024, com 19 pontos em nove jogos. Já o Palmeiras é o quinto, com 17 pontos em nove partidas. Já o Atlético está na nona posição, com 13 pontos em oito duelos na Série A.

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Matheus Muratori é jornalista multimídia com experiência em muitas editorias, mas ama a área esportiva. Faz cobertura de futebol, basquete, vôlei, esportes americanos, olímpicos e e-sports. Tem experiência em jornal impresso, portais de notícias, blogs, redes sociais, vídeos e podcasts.
Leia mais