Ouvindo...

Times

Flamengo domina ranking de melhores jogadores do Brasil eleito por torcedores

Atacante Hulk, do Atlético, ocupa quarto lugar entre os entrevistados da Pesquisa CNN/Itatiaia/Quaest

As estrelas dos principais favoritos ao título do Campeonato Brasileiro integram a lista daqueles que o torcedor considera os melhores jogadores atuando no País. E quem puxa a fila é o atacante Gabigol, do Flamengo, que recebeu 12% dos votos.

O atacante é seguido de perto pelo único estrangeiro da lista, o meia uruguaio Arrascaeta, seu companheiro de clube, que teve 10% das indicações.

O tamanho da nação flamenguista — 24% daqueles que se declaram torcedores no Brasil torcem para o clube — com certeza fez diferença e a terceira colocação é ocupada pelo centroavante Pedro, com 7%.

Melhor jogador atuando no Brasil

  1. Gabigol (Flamengo) - 12%

  2. Arrascaeta (Flamengo) - 10%

  3. Pedro (Flamengo) - 7%

  4. Hulk (Atlético) - 6%

  5. Raphael Veiga e Rony (Palmeiras) - 3%

  6. Cássio (Corinthians) e Dudu (Palmeiras) - 2%

O primeiro jogador que não é do Flamengo na relação é o atacante Hulk, ídolo do Atlético e que foi escolhido até por torcedores de outros clubes.

Enquanto 5% dos torcedores disseram torcer para o Galo, 6% apontaram o camisa 7 alvinegro como o melhor jogador atuando no Brasil.

A lista é fechada por quatro jogadores que atuam no futebol de São Paulo, sendo três deles do favorito ao título, segundo os torcedores, Palmeiras. O atacante Rony e o meia Raphael Veiga tiveram 3% dos votos. O companheiro deles, Dudu, aparece com 2%.

Torcida corinthiana não votou nos próprios jogadores

Se os flamenguistas parecem ter votado nos seus ídolos, pois os percentuais de Gabriel, Arrascaeta e Pedro somados dão 29%, com o clube tendo 24% daqueles que se consideraram torcedores, na segunda maior torcida brasileira isso não aconteceu.

Apesar de ter 18% da torcida nacional, o Corinthians tem apenas um jogador entre os mais citados, o goleiro Cássio, que recebeu 2% dos votos.

Outros jogadores foram citados por 20% dos entrevistados, com 3% dizendo que nenhum em 32% não sabendo ou não respondendo.

Metodologia

A Pesquisa CNN/Itatiaia/Quaest fez 6.507 entrevistas com torcedores de 16 anos ou mais em 325 cidades brasileiras, no período entre 29 de março e 2 de abril de 2023. A margem de erro máxima é de 1,4 ponto percentual para mais ou para menos. O nível de confiabilidade é de 95%.

Alexandre Simões é coordenador do Departamento de Esportes da Itatiaia e uma enciclopédia viva do futebol brasileiro
Leia mais