Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Medalhista em Tóquio, judoca Daniel Cargnin é vice-campeão no Grand Slam de Paris

Gaúcho havia vencido o Masters da categoria no fim de 2022

Após se destacar na categoria até 66 kg, o judoca Daniel Cargnin agora brilha diante de rivais mais pesados. Neste sábado, ele faturou a medalha de prata no Grand Slam de Paris, um dos torneios mais tradicionais da modalidade, na disputa até 73 kg, categoria em que se enquadrou para o atual ciclo olímpico

Na capital francesa, Cargnin só parou na final, diante do atual número 1 do mundo. O brasileiro foi derrotado pelo georgiano Lasha Shavdatuashvili por ippon. O rival, além de liderar o ranking na categoria, tem três medalhas olímpicas no currículo. Cargnin tem uma, o bronze conquistado nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2021.

Para chegar à decisão, o judoca do Brasil deixou pelo caminho quatro adversários. O primeiro foi o cipriota Kyprianos Andreou, por waza-ari. Na sequência, já pelas oitavas de final, despachou o turco Umalt Demirel por ippon. Nas quartas, o triunfo foi sobre Urunbayar Odgerel, da Mongólia, em mais um waza-ari. E, na semifinal, ele repetiu a dose, sobre o canadense Arthur Margelidon.

A grande campanha em Paris confirma o bom momento do judoca brasileiro, que já havia se destacado no Mundial do ano passado, já na nova categoria. Cargnin foi medalhista de bronze na ocasião. Agora, com a prata, já soma bons pontos no ranking olímpico, que definirá os classificados para a Olimpíada de Paris-2024.

O pódio ainda encerrou um jejum recente do Brasil no Grand Slam disputado na França. Nas últimas duas edições, em 2022 e 2021, o time brasileiro passou em branco, sem medalhas.

O Brasil também foi representado neste sábado por Larissa Pimenta, na categoria até 52 kg. Ela terminou em quinto lugar após ter chance de faturar o bronze. Na disputa por medalha, ela foi desclassificada por uma pegada considerada irregular pela arbitragem.

A experiente Ketleyn Quadros, medalhista olímpica em Pequim-2008, terminou em sétimo lugar na categoria até 63 kg. A bicampeã mundial Rafaela Silva foi a decepção do dia ao cair logo nas oitavas de final na disputa até 57kg, assim como Jessica Pereira. Eric Takabatake também foi eliminado nas oitavas, na categoria até 66 kg.

A Rádio de Minas. Tudo sobre o futebol mineiro, política, economia e informações de todo o Estado. A Itatiaia dá notícia de tudo.
Leia mais