Ouça a rádio

Compartilhe

Cruzeiro: Lênin Franco detalha contrato com a Adidas e novas conversas com a empresa

Diretor de Negócios afirmou que a Raposa e a Adidas trabalham para que o torcedor tenha acesso a mais produtos

Lênin Franco afirma que Cruzeiro e Adidas trabalham para manter um acordo

O diretor de Negócios da Raposa, Lênin Franco, afirmou, em entrevista exclusiva à Mesa Redonda do Cruzeiro na Itatiaia, que o clube está trabalhando para que o torcedor tenha acesso aos mais variados produtos da Adidas. O executivo também comentou se o contrato com a empresa de material esportivo vai continuar e o que pode mudar nos próximos meses.

"Já teve algumas reuniões. O principal com a Adidas é que a gente vem construindo uma relação com a empresa. Melhorar o atendimento para o torcedor, para o varejo, propor a eles alternativas de produtos que a gente entenda que vai ter adesão. Obviamente, esse trabalho de melhoria do contrato nunca para. A gente precisa atender não só o clube, mas também o torcedor. Tem que melhorar as lojas, produtos, variedades", afirmou.

Segundo Lênin Franco, o Cruzeiro busca diversificar a linha de produtos nas lojas da Adidas para a Nação Azul.

"Esse é um assunto que faço questão de tomar frente, porque um dos projetos que pude encabeçar no Bahia foi a construção de uma marca própria. Lá, conceitualmente, buscamos o maior número de produtos na linha feminina, infantil, que a gente tivesse diversificação, de viagem, de casual. O torcedor pode ter certeza que vamos lutar até o fim para que cada vez fique melhor", complementou.

Patrocínios

Em relação a novos patrocinadores, Lênin Franco explicou como a Raposa se estrutura internamente para atrair investidores.

"Patrocínio não é algo que a gente manda e fica aguardando a hora que o patrocinador vai tomar alguma decisão. Patrocínio, que pode funcionar de diversas maneiras, pode estar no uniforme ou estar em outras ações, de outros produtos que a gente esteja desenvolvendo, é contínuo. O objetivo do clube é aumentar a receita. Preciso estar bem estruturado para poder dizer: ‘você pagar X e eu vou te entregar Y’. Tenho que ter condição de entregar, porque isso é o que gera credibilidade", pontuou.

"Não tem como cravar prazo de nada, mas o torcedor pode ficar muito tranquilo que o trabalho está sendo feito para que o Cruzeiro passe a ter uma robustez grande com patrocínios", concluiu o diretor do Cruzeiro.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido