Ouça a rádio

Compartilhe

Mais de 600 aposentados e pensionistas perdem o salário por não realizarem prova de vida em BH

É possível recuperar o salário ao comparecer a uma agência do Banco Bradesco; a prova de vida é obrigatória

Cerca de 1,5 mil pessoas, nascidas em agosto, devem realizar a prova de vida este mês.

Cerca de 40% dos aposentados e pensionistas da capital mineira não realizaram a prova de vida obrigatória e terão o salário suspenso. Segundo a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), estas 638 pessoas deveriam ter passado pelo processo até 31 de julho.

Para retomar o benefício, o aposentado ou pensionista deve comparecer presencialmente a qualquer agência ou posto de atendimento do Branco Bradesco. No local, o interessado deve procurar um terminal de autoatendimento, seguir as orientações e imprimir um comprovante que garante o recadastramento. O pagamento do salário será retomado apenas no mês seguinte à operação.

A prova de vida é obrigatória, e o aposentado ou pensionista deve comparecer entre os dias 11 e 25 do mês de aniversário. Desta forma, cerca de 1,5 mil pessoas nascidas em agosto devem realizar a prova este mês.

Confira mais detalhes no portal da PBH.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store