Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Brasil se firma como maior produtor mundial de soja; entenda

Afirmação foi feita por representante da Conab, durante reunião da Câmara Setorial em Brasília. Dados de outubro mostram que o país teve uma produção de 154,6 milhões de toneladas do grão

O Brasil é o maior produtor de soja do mundo. Durante reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Soja, em Brasília, o representante da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Leonardo Amazonas, mostrou que o Brasil mantém sua posição de maior produtor de soja do mundo. O país lidera lidera o segmento desde a safra de 2019/2020, sendo também o maior exportador mundial da oleaginosa.

De acordo com Leonardo, dados de outubro mostram que produzimos de 154,6 milhões de toneladas do grão, mais de 40 milhões de toneladas de farelo e mais de 10 milhões toneladas de óleo de soja na safra de 2022/2023. Para a safra de 2023/2024 estima-se uma produção de 162,4 milhões de toneladas do grão.

No ranking dos maiores produtores do mundo, os líderes são Brasil, Estados Unidos e Argentina, mantendo esse título há mais de 15 anos. Juntos, esses três países produziram, na safra 2022/23, mais de 297 milhões de toneladas de soja - 80% da produção mundial.

Presidente da Aprosoja assume Cãmara Setorial

A reunião na Câmara Setorial foi marcada para apresentar o novo presidente da câmara e debater assuntos pertinentes ao setor. O novo presidente é o presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS), André Dobashi. Ele foi nomeado pelo ministro da agricultura e pecuária, Carlos Fávaro, em 14 de novembro por meio da Portaria nº 199/2023.

Na abertura, Dobashi disse que irá trabalhar para a produção de soja de forma sustentável e consciente, trazendo rentabilidade para os produtores.

Presente na reunião, o assessor especial do ministro Carlos Fávaro, Carlos Augustin, ressaltou que tem trabalhado juntamente com o ministro para o melhoramento e modernização das câmaras setoriais e temáticas a fim de trazer mais eficiência nos trabalhos realizados pelas câmaras.

Foram debatidos na reunião os seguintes temas: conjuntura do setor; lei ante desmatamento e seus impactos para o comércio da soja; a umidade na classificação da soja; e a criação do grupo de trabalho para a elaboração do referencial fotográfico da soja.

Próximos passos

Segundo o coordenador geral de Apoio às Câmaras, Leandro Lima, será criado um grupo de trabalho para um banco de imagens da soja. “A criação do GT será para facilitar a identificação da soja durante o seu processo de produção, pois o banco fotográfico vai ajudar os pesquisadores neste trabalho”, destacou.

Também participaram da reunião a secretária da câmara e representante do Mapa, Alcileia Silva, representantes da Sociedade Rural Brasileira (SRB), Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), Associação Nacional dos Exportadores de Cereais (Anec), Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), dentre outros.

Maria Teresa Leal é jornalista, pós-graduada em Gestão Estratégica da Comunicação pela PUC Minas. Trabalhou nos jornais ‘Hoje em Dia’ e ‘O Tempo’ e foi analista de comunicação na Federação da Agricultura e Pecuária de MG.



Leia mais