Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Seleção Masculina de Ginástica fica fora de Paris 2024; atletas garantem vagas individuais

Vagas estão em jogo no Mundial de Ginástica, disputada na Bélgica

A Seleção Brasileira de ginástica artística masculina esteve próxima de conseguir a vaga por equipes para os Jogos Olímpicos de Paris, em 2024. O time nacional, que se apresentou nesse sábado (30), precisava torcer contra bons resultados de equipes que também buscavam a classificação. Neste domingo (1), após todos os resultados, a Seleção caiu para a 13ª colocação. Apenas as 12 primeiras se garantiam.

O Brasil teve desfalques de peso na disputa, já que Caio Souza e Arthur Zanetti, principal medalhista olímpico de ginástica do país, não participaram do Mundial. A equipe, que ficou muito perto de conquistar uma vaga em Paris-2024, teve Arthur Nory, Bernardo Actos, Diogo Soares, Patrick Corrêa e Yuri Guimarães.

A seleção brasileira perdeu a 12ª colocação na classificação geral para a Ucrânia por menos de dois décimos (245,461, contra 245,295). O resultado foi bem semelhante ao do Mundial passado, em Liverpool-2022, quando ficou em sétimo lugar com 245,394 pontos.

“Mais uma vez, este resultado comprova o acerto de buscarmos sempre a renovação da equipe. Mesmo com a ausência de grandes nomes, como o do Caio (Souza) e do (Arthur) Zanetti, a gente conseguiu manter a pontuação do ano passado”, disse Hilton Dichelli Júnior, coordenador de ginástica artística masculina.

Outras vagas garantidas

Mesmo sem conseguir a classificação por equipes por menos de dois décimos, a campanha garante atletas brasileiros em Paris. Por ter ficado entre as 15 melhores, poderá indicar qualquer atleta aos Jogos Olímpicos. O nome será decidido pela Confederação Brasileira de Ginástica, mas Caio Souza, se voltar bem de lesão, deve ser o escolhido

Já Diogo Soares confirmou a sua vaga por ter ficado na 26ª posição no individual geral. Ele conquistou uma das oito vagas disponíveis para países que não se classificaram aos Jogos Olímpicos por equipe.

Além dele, Arthur Nory, que avançou à final da barra fixa, a ser disputada no próximo domingo, também tem chances de garantir a sua classificação em Paris.

Hugo Lobão é repórter multimídia do portal Itatiaia Esporte. É formado em Jornalismo pela PUC Minas. Antes da Itatiaia, passou por Hoje Em Dia, Record e Globo Esporte. Amante de esportes olímpicos.
Leia mais