Ouvindo...

Times

Seleção só empata com Estados Unidos no último jogo antes da Copa América

Brasil cria chances, mas as desperdiça em amistoso realizado em Orlando; na defesa, Alisson falha no 1 a 1 e time de Dorival já levou seis gols em quatro partidas

No último compromisso antes da Copa América, a Seleção Brasileira só empatou com os Estados Unidos em amistoso. O jogo foi realizado no Camp World Stadium, em Orlando (EUA), na noite desta quarta-feira (12) e terminou 1 a 1. O gol brasileiro foi de Rodrygo, enquanto Pulisic fez para os donos da casa.

Foi o fim de uma sequência de 12 vitórias seguidas do Brasil sobre os estadunidenses, um dos maiores fregueses da Seleção. Em 20 partidas, foi o primeiro empate: são 18 vitórias do Brasil e só uma dos EUA.

Em quatro partidas, a Seleção de Dorival já levou seis gols. Só não foi vazada na estreia, no 1 a 0 contra a Inglaterra, em Londres. Depois teve o 3 a 3 frente à Espanha, os 3 a 2 diante do México e agora o placar de igualdade contra os Estados Unidos.

O Brasil estreia na Copa América em 24 de junho, às 22h (de Brasília), contra a Costa Rica no SoFI Stadium, na região de Los Angeles. Ainda estão no Grupo D o Paraguai e a Colômbia.

Os Estados Unidos começam a caminhada no dia 23 de junho, às 19h (de Brasília), diante da Bolívia no AT&T Stadium, em Dallas. No Grupo C ainda tem o Panamá e o Uruguai.

Titulares em campo

O Brasil começou com o trio ofensivo preferido de Dorival Júnior, Rodrygo, Raphinha e Vini Jr., e o camisa 7 da Seleção, Vini, atuando mais centralizado, e os outros dois abertos nas pontas. E a Seleção foi pressionada no início, com trabalho para Alisson e bola no travessão.

Aos poucos o Brasil melhorou, e chegou ao gol com Rodrygo. Raphinha aproveitou bola recuperada por Bruno Guimarães e encontrou o jogador do Real Madrid livre na área. O camisa 10 dominou e finalizou com precisão.

Os estadunidenses se encolheram, e a equipe brasileira começou a pressionar. Parecia que abriria uma boa vantagem, mas Pulisic empatou a partida em cobrança de falta da entrada da área. Ele chutou no canto de Alisson, que falhou.

No intervalo, Dorival sacou João Gomes, que já tinha o amarelo, e colocou Douglas Luiz. Está é uma dúvida que o treinador tem para a equipe titular e ele tem revezado os dois jogadores nos treinamentos. O Brasil impôs pressão num acuado Estados Unidos.

Endrick, Savinho e Andreas Pereira entraram e, apesar de uma ótima defesa de Alisson, só o Brasil criava, com atuação de destaque do goleiro Turner. No fim, dessa vez não saiu um gol salvador no final.

Estados Unidos 1 x 1 Brasil

Estados Unidos

Turner; Scallly (Moore), Ream, Richards e Antonee Robinson; McKennie, Reyna (Johnny) e Musah (Adams); Pepi (Balogun), Tim Weah (Aaronson) e Pulisic. Técnico: Gregg Berhalter.

Brasil

Alisson; Danilo, Marquinhos, Beraldo e Wendell; João Gomes (Douglas Luiz), Bruno Guimarães (Savinho) e Lucas Paquetá (Andreas Pereira); Raphinha (Endrick), Rodrygo (Martinelli) e Vinícius Júnior. Técnico: Dorival Júnior.

Gols
Pulisic (25min1ºT) para os EUA
Rodrygo (16min1ºT) para o Brasil

Cartões Amarelos
João Gomes (Brasil)

Público: 60.016 presentes

Motivo: amistoso
Data e horário: 12 de junho de 2024, às 20h (de Brasília)
Local: Camp World Stadium, em Orlando (EUA)

Árbitro: Said Martinez (Honduras)
Auxiliares: Walter Lopes e Christin Ramirez (ambos de Honduras)
VAR: Oscar Romo (México)

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Formado em jornalismo pela PUC-Campinas em 2000, trabalhou como repórter e editor no Diário Lance, como repórter no GE.com, Jornal da Tarde (Estadão), Portal IG, como repórter e colunista (Painel FC) na Folha de S. Paulo e manteve uma coluna no portal UOL. Cobriu in loco três Copas do Mundo, quatro Copas América, uma Olimpíada, Pan-Americano, Copa das Confederações, Mundial de Clubes, Eliminatórias e finais de diversos campeonatos.
Leia mais