Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Palmeiras tem quase 40% do elenco formado por atletas da base; veja lista

Atletas estão distribuídos por todas as posições; desse grupo, apenas goleiros não jogaram em 2024

O Palmeiras tem uma política clara de aproveitamento das categorias de base, que se reflete no atual elenco profissional. Quase 40% do grupo é formado por crias da Academia de Futebol. Essas peças, por sinal, estão distribuídas em todas as posições e são acionadas com frequência pelo técnico Abel Ferreira.

O atual grupo de jogadores do Alviverde é formado por 30 atletas. Desses, 11 são frutos do trabalho de formação do clube (veja lista completa abaixo). Essa relação representa exatamente 36,6% do elenco principal.

De todos esses atletas, apenas os goleiros Mateus Oliveira e Kaique não ganharam oportunidades de jogo com o técnico Abel Ferreira nesta temporada. Outros, contudo, são figuras frequentes. A figura mais proeminente é o atacante Endrick.

Além dele, o meia John John tem grande confiança do técnico Abel Ferreira. Ele disputou todos os nove jogos do time neste ano. Condição que só foi alcançada pelo volante Aníbal Moreno.

Grupo de apoio

A contagem de jogadores da base no elenco principal do Palmeiras pode aumentar em breve. Isso porque o clube trabalha com um grupo de atletas formados na Academia que dão apoio aos profissionais.

O zagueiro Vitor Reis, de 18 anos, está nesse time de transição, está treinando com o grupo principal e deve figurar como opção nos próximos jogos depois da lesão de Gustavo Gómez, que fraturou um dos dedos do pé esquerdo.

Jogadores revelados pelo Palmeiras no elenco principal

Goleiros
Mateus Oliveira
Kaique

Zagueiros
Naves - 3 jogos em 2024

Lateral-direito
Garcia - 2 jogos em 2024

Lateral-esquerdo
Vanderlan - 3 jogos em 2024

Volantes
Fabinho - 5 jogos em 2024
Gabriel Menino - 7 jogos em 2024

Meias
John John - 9 jogos em 2024
Luís Guilherme - 5 jogos em 2024

Atacantes
Estêvão - 3 jogos em 2024
Endrick - 2 jogos em 2024 (passou maior parte da temporada no Pré-Olímpico com a Seleção Brasileira)

Preocupação de Abel Ferreira

O técnico português utiliza os jovens da base com frequência, mas já revelou ter uma preocupação com a pressa em atingir altos patamares.

“Eles trabalham conosco de forma diária, mas uns estão mais à frente e outros mais atrás. Isso é natural com esses meninos. Todos acham que podem ser o Endrick. Não só eles, como os empresários, os pais... Tudo isso tem influência grande na cabeça deles. Mas o tempo deles não é igual para todos”, declarou.

Brenno Costa é jornalista multimídia formado pela Universidade Católica de Pernambuco e pós-graduado em comunicação e marketing pela Estácio. Atualmente, é correspondente da Itatiaia em São Paulo. Antes, trabalhou na Folha de Pernambuco, Diario de Pernambuco/Superesportes e no Globo Esporte.
Leia mais