Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Fluminense reclama de arbitragem, e Felipe Melo dispara contra imprensa: ‘Ninguém vai falar nada?’

Visivelmente irritado com o árbitro colombiano Andrés Rojas, o camisa 30 tricolor reclamou até mesmo das perguntas na coletiva após a derrota para LDU

Como esperado, o Fluminense reclamou muito da arbitragem na derrota para a LDU-EQU, nesta quinta-feira (22), em Quito, no primeiro jogo da final da Recopa Sul-Americana. E o mais irritado foi Felipe Melo.

Leia também

Convocado para a coletiva após a partida ao lado de Fernando Diniz, o camisa 30 disparou até mesmo contra a imprensa presente na sala após a partida.

“Sou um cara que não reclama de arbitragem. Não gosto de falar disso. Mas hoje não foi erro. Aí cabe a vocês a interpretação”, falou primeiro de forma pacata.

Entretanto, após o assessor de imprensa do Fluminense encerrar a coletiva, Felipe Melo não mediu palavras para reclamar contra os presentes.

“Peraí, ninguém vai perguntar sobre o árbitro? Vai ficar por isso mesmo? Ninguém vai fazer pergunta? Ninguém vai contestar? Isso é complicado, gente. Ninguém ninguém viu o que aconteceu? Pelo amor de Deus, né? Somos profissionais, pais de família, foram seis horas de viagem. Isso aqui é minha vida, isso aqui é nossa vida. Ninguém vai falar nada?”, esbravejou.

O lance reclamado por todos é um possível pênalti em Cano, logo nos primeiros minutos de partida. Mesmo chamado ao VAR para conferir um empurrão de Quiñonez no atacante, o árbitro Andrés Rojas manteve sua decisão de campo.

Fernando Diniz, Arias e Fábio: muita reclamação

Felipe Melo era nitidamente o mais irritado com a arbitragem. Entretanto, teve mais gente insatisfeita com o árbitro colombiano. O técnico Fernando Diniz afirmou que o jogo ficou comprometido.

“Erro muito grosseiro da arbitragem. Eles acharam uma falta, que resultou no gol, que ninguém tinha reclamado, além do impedimento que depende muito. Até aí tudo bem. Agora o pênalti não tem interpretação. É simplesmente um pênalti. Tem várias coisas e famílias envolvidas. Futebol tem que ganhar o melhor e o jogo teve interferência claríssima da arbitragem”, afirmou.

O meia John Arias foi mais um, na saída de campo, a ver o Fluminense prejudicado no confronto.

“Acho que fizemos um jogo bom. Ficou marcado por um lance de erro humano. Sabíamos que seria difícil e agora é focar na volta. O jogo foi aberto ainda. Fica a frustração porque estávamos levando o resultado para o Rio de Janeiro e por um erro do computador ou humano, acabamos sendo derrotados. Infelizmente o resultado foi por erro humano”, lamentou.

Por fim, de forma mais comedida, foi a vez do goleiro Fábio também reclamar da decisão de Andrés Rojas.

“A dificuldade da altitude todos já tinham ciência. Trabalhamos, tivemos posse de bola, situações de gol. Não vi o lance que ele foi ao VAR pelo pênalti. No gol deles, demorou dias querendo arrumar um gol para os caras. Infelizmente aconteceu no final”, comentou.

Para ficar com o título, o Fluminense precisa vencer por dois ou mais gols na próxima quinta-feira (22), no Maracanã. Vitória simples leva o jogo para a prorrogação. Persistindo o resultado, disputa por pênaltis. A LDU joga por empate ou qualquer vitória.

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Jornalista esportivo desde 2006 e com passagens por Lance!, Extra e assessorias de marketing esportivo. É correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Tem pós-graduação em Jornalismo Esportivo e formação em Análise de Desempenho voltado para mercado.
Leia mais