Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Fluminense segura pressão até o fim, mas é derrotado pela LDU na final da Recopa

Tricolor é pressionado durante os 90 minutos na altitude, vê time do Equador desperdiçar chances, mas sofre gol de Arce no final da partida: derrota por 1 a 0

O Fluminense segurou o máximo que deu, mas acabou derrotado pela LDU-EQU, na primeira partida da final da Recopa Sul-Americana. Nesta quinta-feira (22), no Estádio Casa Blanca, em Quito, os equatorianos venceram por 1 a 0.

Leia também

O gol da vitória foi marcado por Alex Arce nos últimos minutos. Na próxima partida, a LDU joga por um empate para ficar com a terceira taça da Recopa. Em caso de vitória simples para o Flu, a disputa vai para a prorrogação. Persistindo o resultado, o título será definido nos pênaltis.

Efeitos da altitude

O que se viu no primeiro tempo foi um Fluminense totalmente sem fôlego. Mesmo treinando dois dias em Quito, a equipe tricolor sentiu os efeitos da altitude da cidade equatoriana e foi pouco efetivo.

A LDU dominou totalmente as ações. Os comandados de Fernando Diniz apresentaram falhas em todos os setores. Fábio soltou uma bola fácil. Keno, Ganso e Arias erraram passes simples. E o Tricolor não conseguiu levar perigo.

De bom foi a defesa Tricolor, que conseguiu encerrar o primeiro tempo sem tomar gol. Muito por falta de ritmo de jogo dos equatorianos. Este foi o primeiro jogo oficial da LDU em 2024.

Marcelo joga somente 12 minutos

Outra baixa para o Fluminense. Mais uma vez Marcelo não conseguiu terminar uma partida completa. Desta vez, nem conseguiu atuar por 15 minutos. Logo aos 12, o craque caiu no gramado e pediu substituição, deixando o Tricolor sem sua referência no lado esquerdo.

Muita reclamação

Apesar de fazer um primeiro tempo ruim, o Fluminense reclamou muito de um lance faltoso logo nos primeiros minutos. Cano invadiu a área e recebeu um empurrão pelas costas de Quiñonez. Lance de pênalti não assinalado pela arbitragem.

Mesmo chamado ao VAR para conferir o lance outra vez, o árbitro Andrés Rojas manteve sua decisão de campo e mandou seguir. Se marcasse a infração, teria que expulsar o lateral da LDU.

Fluminense sucumbe no fim

Os 45 minutos finais tiveram o mesmo enredo do primeiro tempo com um agravante: a equipe tricolor estava exausta. Antes de ser substituído, Ganso se arrastava em campo.

Mesmo com espaços para contra-atacar, o Fluminense não conseguia ser efetivo. Com uma equipe tecnicamente muito abaixo da brasileira, a LDU dominou a partida, mas não possuía qualidade para finalizar e concluir em gol. Melhor para o Flu.

A falta de qualidade da LDU deixou o Tricolor totalmente vivo no duelo e na disputa pela inédita taça. Como efeito de comparação, se a qualidade técnica fosse semelhante aquela equipe que atropelou o Tricolor em duas finais continentais, o resultado em Quito poderia ser preocupante.

No final, Alex Arce desviou cruzamento e marcou o gol da vitória da equipe do Equador. Pelo que o Fluminense apresentou durante todo o jogo, a derrota pelo placar mínimo saiu de bom tamanho para o Tricolor.

LDU sem treinador

O técnico espanhol da LDU, Josep Alcácer, não pôde fazer sua estreia na beira do campo. Por não ter licença liberada pela Conmebol, o treinador foi ausência da equipe equatoriana, que foi comandada pelo ex-goleiro Adrián Gabbarini.

Decisão no Maracanã

Na próxima quinta-feira (29), é a vez do Fluminense receber a LDU, no Maracanã, às 21h30 (de Brasília), pelo decisivo jogo da final. Será a quinta partida entre os times no Rio de Janeiro. O Flu venceu todas até aqui.

Antes, no mesmo Maracanã, mas no domingo (25), o Tricolor faz o clássico diante do Flamengo, pelo Campeonato Carioca, às 16h (de Brasília). A LDU não tem compromisso oficial até o jogo final da Recopa.

LDU-EQU 1x0 Fluminense

LDU-EQU

Alexander Domínguez; Quintero, Ricardo Adé, Richard Mina e Quinõnez; Piovi, Zambrano (Villamil), Sebastián González (Alzugaray) e Estupiñan (Alex Arce); Jhojan Julio e Jan Hurtado (Estrada). Técnico: Adrián Gabbarini.

Fluminense

Fábio; Guga, Thiago Santos, Felipe Melo (Marlon) e Marcelo (Diogo Barbosa); André, Martinelli e Paulo Henrique Ganso (Lima); Arias, Keno (Douglas Costa) e Cano (Lelê). Técnico: Fernando Diniz.

Gols: Alex Arce (48 min do segundo tempo) para a LDU
Cartão amarelo: Piove e Arce (LDU); Martinelli e Guga (FLU)
Cartão vermelho: Nenhum
Motivo: Primeiro jogo da final da Recopa Sul-Americana
Local: Estádio Casa Blanca, Quito, no Equador
Renda e público: Não divulgado
Data e hora: 22 de fevereiro de 2024, às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Andrés Rojas (COL)
Assistentes: Alexander Guzmán (COL) e Jhon Gallego (COL)
Arbitro de vídeo: Nicolás Gallo (COL)

Participe do canal da Itatiaia no Whatsapp e receba as principais notícias do dia direto no seu celular. Clique aqui e se inscreva.

Jornalista esportivo desde 2006 e com passagens por Lance!, Extra e assessorias de marketing esportivo. É correspondente da Itatiaia no Rio de Janeiro. Tem pós-graduação em Jornalismo Esportivo e formação em Análise de Desempenho voltado para mercado.
Leia mais