Ouvindo...

Times

Cruzeiro dá vexame no Mineirão, cede empate ao Alianza e é vaiado na estreia de Seabra

Em jogo com tempos distintos, falha de Rafael Cabral e estreia de novo treinador, Cruzeiro saiu vaiado de campo e vê pressão aumentar às vésperas do Brasileirão

No reencontro com a torcida, o Cruzeiro empatou com o Alianza da Colômbia por 3 a 3 na noite desta quinta-feira (11), no Mineirão, em Belo Horizonte, pela segunda rodada do Grupo B da Copa Sul-Americana. O desempenho irregular da equipe irritou os torcedores, que vaiaram o time e aumentaram as cobranças às vésperas da estreia na Série A do Campeonato Brasileiro.

Na estreia do técnico Fernando Seabra, o time celeste marcou gols com Lucas Romero, Zé Ivaldo e Matheus Pereira, todos no primeiro tempo. Já na etapa final, Batalla fez duas vezes e Figueroa deixou tudo igual, já nos acréscimos.

Sob os olhares da torcida, o Cruzeiro dominou a partida e fez três gols com menos de 20 minutos de jogo. No primeiro tempo, os brasileiros pressionaram os colombianos e pareciam ter construído a vitória sem nenhuma dificuldade.

No entanto, apesar da supremacia no primeiros 45 minutos, o Cruzeiro viu o Alianza crescer na segunda etapa e chegar com mais perigo. O time de Hubert Bhodert marcou três vezes e acertou a trave.

No segundo gol do time colombiano, Cabral falhou feio e foi xingado pela torcida do Cruzeiro. Os presentes pediram uma chance a Anderson, enquanto o titular da posição levantou as mãos e pediu desculpas aos torcedores.

Com o empate, o Cruzeiro soma dois pontos e está na terceira colocação do Grupo B da Sul-Americana. Já o Alianza é o lanterna, com um ponto.

Próximo jogo do Cruzeiro

Após o duelo pela Sul-Americana, o Cruzeiro agora muda o foco para a estreia na Série A do Campeonato Brasileiro. No domingo (14), às 17h (de Brasília), a equipe receberá o Botafogo, no Mineirão.

Ronaldo saiu do Paraguai direto para o Mineirão

Gestor da Sociedade Anônima de Futebol (SAF) do Cruzeiro, Ronaldo marcou presença no Mineirão nesta quinta-feira (11). Horas antes, o Fenômeno esteve na sede da Conmebol, em Luque, no Paraguai, e presenteou o presidente da entidade, Alejandro Domínguez, com uma camisa do clube.

No Gigante da Pampulha, Ronaldo foi acompanhado pelo CEO do Cruzeiro, Gabriel Lima, que também esteve na sede da Conmebol.

Diante do resultado, sobrou também para o Fenômeno. Ronaldo foi vaiado fortemente pelos torcedores no fim da partida.

Cinco titulares foram vaiados na escalação

Antes de a bola rolar no Gigante da Pampulha, o sistema de som do estádio anunciou a escalação do Cruzeiro. Na ocasião, os nomes do goleiro Rafael Cabral, do zagueiro Neris, dos meio-campistas Mateus Vital e Lucas Silva e do atacante Arthur Gomes foram vaiados pelos torcedores.

Já com relação ao banco de reservas, o volante Filipe Machado foi alvo de vaias da torcida.

Cruzeiro chega com perigo pela 1ª vez

Aos 5 minutos do primeiro tempo, o Cruzeiro assustou o Alianza pela primeira vez. Após cruzamento de William pela direita, Dinenno cabeceou para o chão e a bola passou raspando a trave do goleiro colombiano.

Em chute de Romero, Cruzeiro abre o placar

Depois de uma jogada de Arthur Gomes pela esquerda, o camisa 11 encontrou Lucas Romero na entrada da área. O volante argentino dominou e bateu com força, de fora da área, para fazer o primeiro gol do Cruzeiro. Lance foi aos 6 minutos do primeiro tempo.

Chute de Lucas Silva passa perto do gol

Aos 9’ da primeira etapa, Lucas Silva chutou com força e, com direito a desvio, o Cruzeiro quase fez o segundo gol no Mineirão.

De cabeça, Zé Ivaldo amplia para o Cruzeiro

Aos 12 minutos do primeiro tempo, Matheus Pereira cobrou escanteio pela esquerda e, de cabeça, Zé Ivaldo testou a bola com força e anotou o segundo gol cruzeirense. 2 a 0 no placar.

Com ‘gol espírita’, Matheus Pereira faz o terceiro do Cruzeiro

Aos 18 minutos da etapa inicial, Arthur Gomes cruzou na área e, com um “gol espírita”, Matheus Pereira encobriu o goleiro de cabeça e marcou o terceiro da goleada do Cruzeiro.

Alianza quase marca no Mineirão

Aos 40’ do primeiro tempo, o atacante Mayer Gil ganhou um duelo pelo lado esquerdo de ataque e bateu colocado. A bola passou perto demais do gol de Rafael Cabral.

Alianza balança as redes, mas gol é anulado

Aos 46', depois de um lançamento de Navarro, Rangel aproveitou um espaço na defesa do Cruzeiro e bateu de canhota no cantinho de Rafael Cabral. Apesar de ter balançado as redes, o atacante do Alianza estava impedido e o gol foi anulado após revisão do VAR.

Cruzeiro sai jogando errando e Alianza desconta

Aos 7 minutos do segundo tempo, Zé Ivaldo saiu jogando errado, Saldaña roubou a bola e achou Batalla no meio da área. O atacante dominou e chutou cruzado, sem chances para Cabral.

Alianza volta a finalizar com perigo

Aos 15 minutos do segundo tempo, Batalla passou por Neris dentro da área e tocou para trás. Na sobra, Manjarrrés finalizou com perigo e quase marcou o segundo para o Alianza no Mineirão.

Alianza acerta a trave e quase faz o segundo gol

Aos 19' da etapa final, Mayer Gil invadiu a área, cortou a marcação e acertou a trave de Cabral. Quase o segundo gol do Alianza no Mineirão.

Dinenno perde chance incrível

Aos 24' do segundo tempo, Matheus Pereira lançou Dinenno por cima da marcação e o camisa 9 desperdiçou uma grande chance. Cara a cara com o goleiro, o atacante do Cruzeiro chutou para fora.

Alianza faz o segundo e torcida do Cruzeiro xinga Cabral

Aos 33', Batalla finalizou de esquerda e Cabral levou um “frango”. Já vaiado pela torcida, o goleiro do Cruzeiro ouviu xingamentos da torcida e os pedidos para que Anderson seja titular.

Alianza busca empate histórico

No último lance do jogo, Figueroa testou sozinho e anotou o gol de empate do Alianza.

Cruzeiro 3x3 Alianza

Cruzeiro

Rafael Cabral; William (W. Gasolina), Zé Ivaldo, Neris e Marlon (Kaiki); Lucas Romero, Lucas Silva (Cifuentes), Mateus Vital (Ramiro) e Matheus Pereira; Arthur Gomes (Gabriel Veron) e Dinenno.

Banco de reservas: Anderson; João Marcelo, Villalba, Machado, Barreal, Rafa Silva e Rafael Elias.

Alianza

Pier Grazziani; Efrain Navarro, Jesús Figueroa, Pedro Franco e Saldaña; Ever Meza (Colpa), Jhair Castillo e Manjarrés (Orozco); Mayer Gil (Acosta), Batalla (Contreras) e Michael Rangel (Blanco). Técnico: Hubert Bhodert.

Banco de reservas: Mosquera; Flórez, Cárdenas e Ospina.

Gols: Lucas Romero, aos 6 min do 1ºT; Zé Ivaldo, aos 12 min do 1ºT; Matheus Pereira, aos 18 min do 1ºT (Cruzeiro); Batalla, aos 7 min do 2ºT e aos 33' min do 2ºT, Figueroa, aos 50 min do 2ºT (Alianza)

Cartões amarelos: Marlon, Gabriel Veron e Lucas Romero (Cruzeiro); Manjarrés (Alianza)

  • Motivo: 2ª rodada do Grupo B da Copa Sul-Americana
  • Data e horário: 11 de abril de 2024 (quinta-feira), às 21h (de Brasília)
  • Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte
  • Público: 18.818 torcedores
  • Renda: R$ 470.170,00
  • Árbitro: Roberto Pérez (PER)
  • Assistentes: Michael Orue (PER) e Jesús Sánchez (PER)
  • Árbitro de vídeo (VAR): Derlis López (PAR)
  • Transmissão: Rádio Itatiaia 95,7 FM e no YouTube e Paramount+

Leia também


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Leonardo Garcia Gimenez é repórter multimídia na Itatiaia. Natural de Arcos-MG e criado em Iguatama-MG. Passou também pela Record Minas.
Leia mais