Ouvindo...

Times

Pênalti para o Flamengo contra o Fluminense foi bem marcado? Márcio Rezende analisa

Bruno Henrique foi derrubado por Calegari na área; na cobrança da penalidade, Pedro garantiu a vitória rubro-negra

O Flamengo venceu o clássico contra o Fluminense por 1 a 0, neste domingo, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro. O gol rubro-negro foi marcado no fim, por Pedro, em cobrança de pênalti. A equipe tricolor reclamou muito do lance.

Na jogada, houve uma disputa de bola entre Calegari e Bruno Henrique. O atacante do Flamengo aproveitou a queda do adversário, tomou a frente e caiu dentro da área.

Para Márcio Rezende de Freitas, comentarista de arbitragem da CBF, o árbitro Rafael Rodrigo Klein, da Fifa, errou ao assinalar pênalti para o Flamengo.

“No lance existe uma disputa por espaço entre o Bruno Henrique e o jogador do Fluminense. A análise é se nessa disputa por espaço o braço do Bruno Henrique é o suficiente para derrubar o defensor. Para mim, sim. E depois é tudo acidental. O Calegari, ao cair, em um ato normal sobe as pernas e o Bruno Henrique mais tropeça nele, do que por imprudência, ele derruba o Bruno Henrique. Ele cai, e está de costas”, disse Márcio Rezende.

“Eu não marcaria a penalidade”, finalizou o comentarista de arbitragem.

Leia também

Fernando Diniz, técnico do Fluminense, discordou da marcação do pênalti e culpou a arbitragem pela derrota da equipe no Maracanã.

“Acabei de ver o lance e, de fato, não foi pênalti. Não tem como dar esse pênalti, impossível o VAR não chamar. Foi determinante para o resultado do jogo. A Arbitragem decidiu o jogo”, disparou.


Participe dos canais do Itatiaia Esporte:

Túlio Kaizer é jornalista esportivo com grande experiência no digital. Foi setorista dos três grandes clubes do futebol mineiro: América, Atlético e Cruzeiro. Cobre também basquete, vôlei, esportes americanos, esportes olímpicos e e-sports.
Leia mais