Ouvindo...

Times

Com câncer, rei Charles toma atitude para ver netos nos Estados Unidos

O monarca só conheceu os filhos de Harry algumas vezes e ‘sente falta’

O rei Charles III teve poucas oportunidades de estar com seus netos, príncipe Archie e a princesa Lilibet. De acordo com o The Mirror, o monarca sente falta de estar próximo dos filhos de Harry e pode planejar uma visita no futuro aos Estados Unidos.

Embora tenha um relacionamento próximo com os filhos do príncipe William - George, Charlotte e Louis - Charles só conheceu Lilibet uma vez e viu Archie apenas algumas vezes.

De acordo com o especialista real, Tom Quinn, ouvido pelo The Mirror, Charles fica frustrado com a distância e só vê Archie e Lilibet através de videochamadas ocasionais da mansão de seus pais em Montecito. Ele deseja um relacionamento mais próximo com eles, e a rainha Camilla tem incentivado esses esforços, inclusive enviando um presente e um cartão sincero a Lilibet em seu aniversário de três anos no início de junho.

Harry tem relutado em levar seus filhos para visitar a família no Reino Unido devido à sua batalha legal contra o Ministério do Interior pela perda de sua proteção policial no país. Ele afirmou ao tribunal que seus filhos não podem “se sentir em casa” no Reino Unido se “não for possível mantê-los seguros” lá.

Tom Quinn contou que Charles tem discutido uma possível visita aos Estados Unidos. “Charles discutiu sobre uma visita oficial aos Estados Unidos em algum momento no futuro, e não há dúvida de que, se isso acontecer, ele incluirá tempo para visitar seu filho mais novo e seus netos. No entanto, há muito planejamento necessário antes que isso se torne uma possibilidade”, afirmou.

“O rei Charles já fez visitas privadas a outros países – como uma visita não divulgada à Transilvânia para verificar suas propriedades alugadas – então é certamente possível que ele faça uma visita discreta a Harry e às crianças na Califórnia. Ele está desesperado para vê-los e odeia a ideia de que Archie e Lilibet não se lembrarão dele como o avô caloroso e amigável que deseja ser”, acrescentou.

Além disso, Quinn mencionou que Harry está buscando uma “casa georgiana isolada” perto da propriedade de seu pai em Highgrove. Há especulações de que o duque de Sussex está procurando uma casa no Reino Unido, especialmente após relatos de que Charles deseja passar mais tempo com seus netos. Quinn disse: “Harry tem passado muito tempo tentando descobrir que tipo de base no Reino Unido ele poderia ter. Ele não tem experiência de viver em outro lugar senão em casas bem protegidas e afastadas do público, então ele enfrenta um grande problema. Cada casa que ele olha tem desvantagens.”

Leia também

Diagnósticos de câncer

Em 17 janeiro, o Palácio de Buckingham destacou que o rei Charles esteve em uma clínica de Londres para um “procedimento corretivo” devido ao aumento benigno da próstata. Ele descobriu o tumor após um check-up enquanto estava em sua residência em Birkhall, em Aberdeenshire, na Escócia.

Charles ficou internado por três dias na unidade de saúde e recebeu alta no dia 29 daquele mês. À época, foi informado que ele “estava bem”, e que Kate Middleton passou por uma cirurgia abdominal bem-sucedida. A princesa foi liberada e, posteriormente, o monarca deixou a unidade.

Durante o tratamento, foi identificada “uma forma de câncer” e, por isso, o rei recebe cuidados desde então.

No dia 30 de abril, ele retornou à vida pública, conforme divulgou o Palácio de Buckingham. “Os próximos compromissos serão adaptados quando necessário para minimizar quaisquer riscos à recuperação contínua de Sua Majestade”, destacou o texto.

Kate, após a cirurgia, passou por exames pós-operatórios que confirmaram a presença de células cancerígenas. O diagnóstico foi revelado em março, época em que ela falou também que passa por quimioterapia preventiva.

“Para todos os que enfrentam esta doença, seja qual for a sua forma, por favor não percam a fé ou a esperança. Vocês não estão sozinhos”, disse a princesa. À época, um porta-voz do Palácio de Kensington disse à imprensa britânica que a “princesa está focada em seu tratamento e sua recuperação completa”.


Participe dos canais da Itatiaia:

Natasha Werneck é jornalista formada pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH). Foi repórter de Política e Cultura do Jornal Estado de Minas e já atuou em portais como Hugo Gloss e POPline. Foi estagiária da Itatiaia e retornou à empresa em 2023, como repórter de Entretenimento.
Leia mais