Ouvindo...

Times

Príncipe Harry pode perder o visto nos EUA e deixar mansão de R$ 79 milhões

O duque de Sussex pode ser impedido de morar na casa que vive atualmente com Meghan Markle

O príncipe Harry e Meghan Markle poderão deixar os Estados Unidos e, como resultado, perder mansão na Califórnia, avaliada em aproximadamente R$ 79 milhões. Segundo o portal britânico Daily Mail, o motivo por trás disso é a questão do visto norte-americano do duque de Sussex.

Embora atualmente esteja com sua documentação em ordem, a renovação do visto do príncipe Harry está envolta em incertezas. De acordo com o Daily Mail, um juiz está examinando de perto a situação do membro da realeza britânica. As complicações com o visto surgiram após o príncipe Harry fazer revelações controversas sobre seu passado na autobiografia intitulada “Spare”.

Um juiz está agora avaliando a renovação da autorização para Harry permanecer nos Estados Unidos, iniciando-se a partir de uma demanda do Departamento de Segurança Interna do governo local. Esta solicitação veio à tona após o duque de Sussex confessar o consumo de drogas no livro de memórias publicado em janeiro de 2024.

Segundo o Daily Mail, os documentos de solicitação de visto de residência nos Estados Unidos requerem que o requerente liste drogas já consumidas. O portal especula se o príncipe Harry listou as substâncias narcóticas em seu registro, assim como fez na autobiografia.

No livro “Spare”, o príncipe Harry admitiu ter usado maconha, cocaína, cogumelos e ayahuasca. Ele destacou que o uso dessas substâncias ocorreu durante um período conturbado de sua vida, quando tentava lidar com a morte de sua mãe, a princesa Diana, em 1997, quando ele tinha apenas 12 anos.

Richard Fitzwilliams, especialista em assuntos da família real, afirmou ao Daily Mail que a situação do príncipe Harry com o visto norte-americano é bastante “embaraçosa”. Ele acrescentou: “Harry pode ter incluído o uso de drogas em seu formulário de inscrição. Se não o fez, sem dúvida isso se tornará manchete, e isso não será benéfico”.

Leia também

O que Harry disse sobre o uso de drogas?

O príncipe Harry admitiu ter usado drogas tanto quando adolescente quanto quando adulto. No livro, ele conta que usou cocaína quando adolescente e fumou maconha quando era aluno em Eton. Vale ressaltar que as duas drogas são ilegais no Reino Unido.

“Não foi muito divertido e não me deixou particularmente feliz, pois parecia deixar todos ao meu redor. Mas isso me fez sentir diferente e esse era o objetivo principal”, escreveu ele sobre seu uso de cocaína.

Além disso, Harry também descreveu o consumo de cogumelos psicodélicos durante uma viagem à Califórnia em 2016. A droga é ilegal no estado, embora várias cidades tenham descriminalizado seu uso.


Participe dos canais da Itatiaia:

Natasha Werneck é jornalista formada pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH). Foi repórter de Política e Cultura do Jornal Estado de Minas e já atuou em portais como Hugo Gloss e POPline. Foi estagiária da Itatiaia e retornou à empresa em 2023, como repórter de Entretenimento.
Leia mais