Ouça a rádio

Ouvindo...

Times

Candidato à presidência do Equador é morto a tiros em evento de campanha

Fernando Villavicencio tinha 59 anos e era do partido MC25, que se identifica com a centro-esquerda; vítima estava entre os quatro primeiros colocados da eleição presidencial

Fernando Villavicencio, candidato à presidência do Equador, foi morto a tiros em um evento de campanha na capital, Quito, na tarde desta quarta-feira (9). O político era do partido MC25, que se identifica com a centro-esquerda. A informação foi confirmada pelas autoridades.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento em que acontece o atentado em que Villavicencio foi morto. Ele saía de um encontro com apoiadores na capital do Equador quando foi atingido por três disparos na cabeça. Ele chegou a ser socorrido para um hospital da capital equatoriana, mas não sobreviveu. Assista:

Pelo Twitter, o presidente do Equador Guilherme Lasso lamentou o assassinato de Villavicencio, prestou solidariedade aos familiares e afirmou que o crime não vai ficar impune. O presidente confirmou que vai se encontrar ainda nesta noite com o Gabinete de Segurança e outras autoridades de Estado para discutir a situação. “O crime organizado já percorreu um longo caminho, mas todo o peso da lei vai cair sobre eles”, afirmou o presidente do Equador.

Quem era Fernando Villavicencio?

Sindicalista e jornalista investigativo, Fernando Villavicencio tinha 59 anos e foi deputado entre maio de 2021 e maio de 2023, aproveitando o mandato para denunciar casos de narcotráfico e corrupção. Ele saiu do cargo após o presidente Guilherme Lasso dissolver o parlamento e convocar novas eleições. Depois de perder o mandato, anunciou sua intenção de concorrer à presidência.

Na última pesquisa de intenção de voto, divulgada pela Telcodata, ele aparecia em 4º lugar, com 6,8% das intenções de voto. Mais de 30% dos eleitores entrevistados afirmam estar indecisos, o que deixa a disputa ainda mais acirrada. As eleições estão previstas para o dia 20 de agosto.

O perfil de Fernando Villavicencio no Instagram chegou a divulgar vídeos com os últimos momentos de vida do candidato. Desde então, sua equipe tem compartilhado notícias e fotos sobre o atentado em que foi morto.

Jornalista formado pela UFMG, com passagens pela Rádio UFMG Educativa, R7/Record e Portal Inset/Banco Inter. Colecionador de discos de vinil, apaixonado por livros e muito curioso.
Leia mais