Ouça a rádio

Compartilhe

Carros autônomos têm índice de acidentes 90% menor na China

Pesquisa da Baidu comparou veículos conduzidos por humanos com carros com inteligência artificial

Táxis autônomos têm índice de acidentes menor que modelos convencionais

Dados da chinesa Baidu revelam redução de acidentes de mais de 90% em viagens com veículos autônomos. Um estudo da companhia analisou 115 mil viagens realizadas por táxis autônomos com o sistema Apollo, tecnologia de navegação da Baidu.

Os dados comparam a média de acidentes a cada 115 mil viagens urbanas de veículos guiados por seres humanos em comparação com os incidentes anotados por carros conduzidos por sistemas com nível de automação L4 ou superior. L4 indica veículos sem motorista capazes de escolher rotas menos congestionadas e responder a falhas de sistema e imprevistos na interação com outros veículos.

Além de uma média de acidentes significativamente menor, em bairros e regiões em que os veículos autônomos foram testados houve redução média de 20% do tráfego. Isso porque a frota autônoma troca informações entre si, com dispositivos móveis de carros comuns e com semáforos inteligentes. 

Sorteio mensal

A central de inteligência artificial dos carros Apollo combina velocidade, rotas e sincronia com semáforos para agilizar o deslocamento dos automóveis. Em grandes cidades chinesas, a compra do primeiro carro é condicionada ao sorteio mensal de novos emplacamentos. A densidade populacional dessas metrópoles leva ao estrito controle das prefeituras locais sobre a adição de novos veículos à frota das cidades.

Robin Li, fundador da Baidu, avalia que a prática pode deixar de ocorrer quando as tecnologias de computação em nuvem, banda larga móvel estável (5G ou 6G) e inteligência artificial estejam mais desenvolvidas. Para ele, o prazo pode ser de até 10 anos, quando as poderiam receber 80% mais veículos que atualmente — espera-se que os carros inteligentes possam combinar rotas, horários e comportamento no trânsito.

A frota de veículos com o sistema Apollo já tem mais de 500 automóveis e foi testada em quase 30 cidades de todo o mundo. Com isso, já rodou mais de 27 milhões de quilômetros. No primeiro trimestre de 2022, foram 196 mil viagens, um aumento de mais de 11 vezes em relação ao mesmo período de 2021.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store

Acesso rápido