Ouça a rádio

Compartilhe

Datafolha: Bolsonaro cresce entre mulheres, mas perde espaço entre mais ricos

Pesquisa divulgada nesta quinta-feira (28) mostra Lula à frente de Bolsonaro, com 47% das intenções de voto contra 29%

Entre as mulheres, desempenho de Bolsonaro cresceu de 21% para 27%

Candidato à reeleição nas eleições de outubro, o presidente Jair Bolsonaro conseguiu ampliar seu apoio entre as mulheres, mostra pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (28).

No recorte de gênero, o candidato do PL obteve 27% das intenções de voto entre as mulheres - seis pontos percentuais a mais que na pesquisa anterior, realizada no fim de junho. Já entre os homens, Bolsonaro caiu no mesmo período, passando de 36% para 32% das intenções de voto. Vale lembrar que as mulheres correspondem a 52% do total do eleitorado brasileiro, contra 48% dos homens.

A pesquisa também segmentou os entrevistados conforme a faixa de renda. Neste recorte específico, Bolsonaro perdeu espaço entre os mais ricos (com mais de 10 salários mínimos), na comparação entre os dois últimos levantamentos. No fim de junho, ele tinha o apoio de 47% deste eleitorado e, agora, 41%.

Entre os mais pobres, que declararam renda mensal de até dois salários mínimos, o apoio de Bolsonaro cresceu acima da margem de erro - passando de 20% para 23%. A margem de erro desta pesquisa é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Lula x Bolsonaro

A pouco mais de dois meses das eleições, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) permanece à frente de Jair Bolsonaro (PL), mostra pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (28). O petista aparece com 47% das intenções de voto contra 29% do atual presidente, candidato à reeleição.

A terceira posição continua com o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), que tem 8% das intenções de voto. Já a senadora Simone Tebet (MDB) aparece com 2%. André Janones (Avante), Pablo Marçal (PROS) e Vera Lúcia (PSTU) tem 1%.

Outros 6% dos eleitores ouvidos pelo Datafolha responderam que irão votar em branco, anular ou em nenhum candidato e 3% disseram não saber em quem votar.

A pesquisa também incluiu os nomes de Felipe D'Avila (Novo), Sofia Manzano (PCB), Leonardo Péricles (UP), Luciano Bivar (União Brasil) e General Santos Cruz (Podemos), que não pontuaram.

A pesquisa Datafolha ouviu, de forma presencial, 2.556 pessoas com 16 anos ou mais em 183 municípios nos dias 27 e 28 de julho. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos, dentro do nível de confiança de 95%. A pesquisa, encomendada pela Folha de S.Paulo, está registrada no TSE sob número BR-01192/2022.

Leia Mais

Mais lidas

Ops, não conseguimos encontrar os artigos mais lidos dessa editoria

Baixar o App da Itatiaia na Google Play
Baixar o App da Itatiaia na App Store